Curso online de Musculação do Iniciante ao Avançado

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

12:00:00

Musculação funciona a curto, médio e longo prazo



Taxa de Metabolismo Basal (TMB) é a quantidade mínima de energia necessária para manter as funções vitais do organismo em repouso. Essa energia geralmente é medida em calorias.

A TMB pode variar de acordo com o sexo, altura, idade, genética, prática de atividades físicas, peso e composição corporal, isto é, quantidade de massa magra e massa gorda que você possui.

A musculatura é um tecido metabolicamente ativo. Os músculos demandam oito vezes mais do metabolismo do que as células de gordura.

Por isso algumas pessoas magras e musculosas parecem poder comer de tudo sem engordar. Você provavelmente conhece alguém assim.

Cada quilograma adicional de músculo demanda aproximadamente 100 kcal por dia.

Isso significa que quanto mais músculos você tiver, maior será seu gasto calórico diário, mesmo quando estiver dormindo.

Por isso a musculação emagrece, porque ajuda você a desenvolver e manter sua musculatura.

Se você está pensando em emagrecer com saúde e se livrar do efeito sanfona, investir em músculos é indispensável. Não é rápido, não é fácil, mas é um investimento rentável.

O retorno não vem apenas em estética, mas especialmente em qualidade de vida, autoconfiança e um envelhecimento mais saudável.

Saiba o que há de mais atual sobre MUSCULAÇÃO PARA EMAGRECIMENTO. Ao final deste curso on-line você terá em mãos uma verdadeira "caixa de ferramentas" e será capaz de modificar a composição corporal de qualquer aluno!  Clique aqui!

segunda-feira, 30 de julho de 2018

14:49:00

Treinamento Funcional não está dando resultado? Leia!



O Treinamento Funcional é tudo de bom. Seus exercícios são completos, trabalham padrões de movimento funcionais e ainda trazem diversos benefícios para o aluno. Mas, com tudo, você acha que o treinamento não está dando resultado?

Tenha paciência, e sobretudo, perseverança. É preciso saber esperar pelo momento certo em que seu corpo irá "pedir" pelos exercícios. Mas, antes de isso acontecer, ele irá passar por um processo de adaptação.

Este processo de adaptação costuma ser mais lento no caso de pessoas sedentárias. Se este é seu caso, não desista. O começo é sempre mais difícil, mas depois que você começar a notar os benefícios, verá que o Funcional é a melhor coisa. E reforçando: Evite faltar às aulas.

Seja consciente: Se o seu objetivo no Treinamento Funcional é o emagrecimento, busque se recordar do período de tempo que você ficou sem se exercitar e quanto tempo levou para você atingir os quilinhos extras.

Por mais que o Treino Funcional seja famoso e procurado por conta da sua eficácia e resultados rápidos, tenha consciência que é impossível perder todos estes quilos extras em apenas um mês. É claro que você irá perder peso, mas trata-se de um processo lento (dependendo da sua meta) que requer não só a prática dos exercícios funcionais, mas também de uma reeducação alimentar.

segunda-feira, 9 de julho de 2018

08:50:00

Menos conversa na academia, mais ação

http://static.wixstatic.com/media/6307e8_a97341a4f5214598a9e02736903b71d9.jpg_srz_4400_2933_85_22_0.50_1.20_0.00_jpg_srz

Muita gente pode não enteder o porquê de se respeitar todos aqueles segundos de intervalo na musculação. às vezes, no corre corre do dia a dia, pode-se achar perda de tempo. Mas não é! 
Embora seja um aspecto do treino de musculação pouco observado e avaliado nas academias, a pausa (intervalo de descanso) que os praticantes fazem entre uma série de exercícios e outra n musculação é importante.  A maioria dos indivíduos que praticam musculação não controla muito bem essa pausa. Muitos fazem uma série e depois ficam conversando com amigos, nem se dão conta de que já se passaram três, quatro, cinco minutos até o início da próxima série… E será que faz diferença o tempo de pausa?

Vários estudos dizem que sim. Em consequência ao tempo de recuperação, há maior ou menor liberação dois importantes hormônios durante o treino: o GH (hormônio do crescimento) e a Testosterona. O GH exerce um efeito mais potente na queima da gordura, enquanto a testosterona atua principalmente no aumento da massa muscular. Em outras palavras, dependendo da duração da pausa, você pode estimular mais o ganho de massa muscular ou da queima de gordura.

Um estudo recente investigou a liberação de GH em homens já experientes em treino de musculação para diferentes tipos de pausa entre as séries: 60, 90 ou 120 segundos. Para resumir, a pausa de 60 segundos foi a mais impactante para a liberação de GH, mais do que triplicando a sua concentração até 30 minutos após o treino. Já a pausa de 120 segundos foi a que mais estimulou a liberação de testosterona. E a pausa de 90 segundos? Apresentou boa liberação de GH (porém inferior a de 60 segundos) e testosterona (menos do que a de 120 segundos) e mostrou ser um intervalo intermediário para quem busca ganho de massa muscular e emagrecimento.

Então, é importante prestar atenção nessa pausa, principalmente se há objetivos a serem cumprido. Esse exemplo acima é apenas uma variável que demonstra o quanto essa etapa do treinamento. Portanto, menos conversa é mais resultado!

Publicado em 12/05/15 e revisado em 09/07/2018

quinta-feira, 21 de junho de 2018

14:15:00

Treinamento Funcional em gestantes

Resultado de imagem para treinamento funcional em gestantes

O treinamento funcional para gestantes tem como princípio preparar o organismo de maneira íntegra, segura e eficiente através do centro corporal, chamado nesse método por CORE (músculos para vertebrais – ou da coluna, músculos abdominais, músculos do assoalho pélvico).
O treinamento funcional tem como objetivo a melhora da propriocepção, equilíbrio e do acionamento dos músculos do CORE com intuito de diminuir a incidência de dores lombares e, provavelmente, o aparecimento de lesões, podendo ser executado em superfícies instáveis ou estáveis.
O treinamento funcional na gravidez veio para ficar, pelo menos por alguns anos essa modalidade estará na lista das academias e prioridade dos profissionais. No treinamento funcional existe uma variação muito grande de exercícios e equipamentos que podem ser utilizados. O profissional deverá conhecer muito bem cada exercício e material para adaptá-lo para a gestante. Não são todos que ela poderá fazer. As grandes instabilidades e exercícios arriscados devem ser tirados do quadro de exercícios selecionados.
Na gravidez a orientação deve ser sempre a segurança da gestante não só pela superfície estável, mas também pelo grau de dificuldade ou ação do exercício. É importante que o profissional conheça bastante da gravidez e do treinamento funcional para aplicá-lo. Além disso, deve-se levar bastante em conta as modificações posturais durante a gravidez e o quanto o treinamento funcional poderá amenizar essas modificações e as dores na lombar.
Modificações Posturais durante a Gravidez
O período gestacional compreende diversas mudanças corporais, no qual a mulher sofre adaptações fisiológicas e anatômicas. Essas adaptações e modificações são provocadas pelas necessidades funcionais e metabólicas impostas pela gravidez.
O mecanismo compensatório postural mais relatado pelos especialistas é a acentuação da curvatura lombar da mulher comparado ao aumento progressivo do volume abdominal.
Dor Lombar na Gravidez
Uma das complicações mais comuns da gravidez é a dor lombar e cerca de 50% das mulheres sofrem durante a gestação. O exercício tem sido utilizado como uma das medidas preventivas para a dor lombar e desde cedo, se adotado com orientações posturais e ergonômicas, exercícios de alongamento, fortalecimento e relaxamento muscular. Esses procedimentos têm tido efeitos positivos sobre a diminuição da intensidade da dor lombar em gestantes.
Os exercícios de alongamento fazem parte das recomendações preventivas que devem ser destinados para o relaxamento e compensação da musculatura lombar, levando também a mulher a uma percepção corporal permitindo-a reconhecer quando houver sobrecarga da região durante a execução de alguma atividade, ou manutenção prolongada de uma postura. No entanto esses exercícios devem ser conduzidos com conhecimento, pois a gestante neste período também tem sua flexibilidade aumentada.

quarta-feira, 6 de junho de 2018

11:14:00

Dê valor ao abdominal com elevação das pernas

 

Os abdominais tradicionais têm seu valor, mas algumas variações são ainda mais eficientes. O abdominal com elevação das pernas é um exemplo.

Trata-se de um dos exercícios mais eficazes para trabalhar os músculos abdominais e oblíquos, além de aumentar a resistência muscular do core. Ao praticar este exercício, você pode treinar toda a cadeia abdominal, efetivamente ensinando os abdominais a apoiar o core inferior e o movimento lombar da coluna vertebral.

Para executá-lo você deve deitar sobre um colchonete e elevar seus pés em direção ao teto. Depois volte à posição inicial, sem permitir que seus pés toquem o solo. Mantenha seu abdômen contraído durante toda a execução do movimento.

É claro que existem muitos outros exercícios insanos que você pode fazer pra rasgar seu abdômen, mas esses três especialmente vão trabalhar bastante toda sua região do core.

E treinar essa região é essencial para obter mais sustentação e estabilidade aos movimentos do seu corpo – o que, além de te favorecer esteticamente, ainda vai permitir que você treine mais e melhor.

Dica boa:

Dica boa:

Neste breve guia ilustrado você irá encontrar mais de 150 exercícios para para proteger seu Core, de todas as formas, tronco, costas, abdômen e peitoral,Membros Superiores e Inferiores, reforçando e protegendo peitoral, tríceps, bíceps, coxas, adutores, abdutores panturrilhas joelhos, quadris e tornozelos. Este guia é parte integrada dos demais volumes Exercícios e Fisioterapia, onde você encontrará exercícios para, com diversos implementos comoFaixa Elástica, bola, Foam Roller e Peso do Corpo. Além das instruções detalhadas, você encontrará links para vídeos demonstrativos de todos os vídeos. Mais um panfleto bônus sobre liberação miofascial no Foam Roller. Clique aqui e saiba mais!



quarta-feira, 9 de maio de 2018

16:21:00

Saiba mais sobre o Cross Training




O cross training pode ser definido como um plano de exercícios com foco em trabalhar todo o corpo para um melhor condicionamento físico e, claro, um bom visual. A proposta deste treino é trabalhar o corpo como um todo, melhorar a saúde enquanto se entra em forma ou apenas se manter em movimento. Anda se tornando cada vez mais popular no Brasil, tanto em academias como com personais em treinos em casa.

 É muito importante esclarecer que uma academia que oferece o cross training (cross training gym), deve esclarecer que esse sistema de treinamento pode não ser o mais indicado para os iniciantes.

Para acompanhar  os treinos de alta intensidade e o praticante deve já ter um bom nível de condicionamento físico anteriormente.

Os  exercícios são amplos, naturais e rápidos, então os iniciantes que estão interessados em sessões de exercícios curtos e muito intensos, devem primeiro adotar os métodos aeróbicos mais tradicionais, justamente para ganhar mais condicionamento físico.

Só depois disso, é válido pensar em experimentar essa estratégia fitness de emagrecimento tão avançada.

É importante lembrar que os programas de emagrecimento  mais utilizados hoje nas academias para modificar a composição corporal com  rapidez começam com um comprometimento com uma alimentação saudável.

Associados à alimentação saudável devem estar os exercícios cardiovasculares que mobilizam gordura, como hidroginástica, caminhada, corrida, remo, natação, spinning, aeróbica, hopping, step, etc.

Além disso, outras práticas também promovem estímulos musculares  mais fortes, como ginástica, treinamento funcional, musculação e  body pump, e atividades mistas de maior intensidade como HIIT, Cia Cyde e Crossfit.

O número de sessões semanais indicadas varia de 3 a 6. Vai depender dos objetivos e das condições físicas de cada pessoa.

Você precisa conhecer agora!

Este conteúdo foi elaborado como auxílio para acadêmicos e professores de Educação Física que pretendem trabalhar com seus alunos e clientes, podendo ser individualmente ou na parte coletiva , com atividades físicas voltadas para a promoção de bem estar, saúde, emagrecimento e ganho de massa muscular.



quinta-feira, 26 de abril de 2018

15:57:00

Conheça a esteira aquática que previne lesões


Correr na esteira é uma forma de treinamento popular e que traz muitos benefícios para o praticante, como a queima de gordura, desenvolvimento de músculos e aumento da resistência física. Mas você já imaginou treinar em uma esteira aquática? Que pode ser instalada dentro de casa? Sim, os japoneses fizeram questão de criar esse modelo.

O aparelho moderno, que na Inglaterra é vendido por aproximadamente 70 mil libras, promove benefícios similares à corrida de rua. Além de todas as vantagens que a esteira oferece, o peso corporal do atleta é reduzido em até 80% por estar debaixo d'água, o que diminui o impacto sobre as articulações. Por conta disso, ela tem sido usada tanto para prevenir lesões, como para ajudar na reabilitação muscular.

Alguns modelos da esteira aquática são vendidos no Brasil, mas nenhuma ainda se iguala à esse modelo japonês. É comum ver alguns treinos específicos dentro d'água, como por exemplo o aquarunning, modalidade que surgiu há anos, cuja ideia é correr sem tocar os pés no solo. Aulas de hidroginástica também são realizadas por todas as idades. Entretanto, uma esteira com essa estrutura é uma novidade no mercado fitness.

terça-feira, 3 de abril de 2018

14:09:00

Treino Funcional e Cross - Passo a Passo (em vídeo)



Este conteúdo foi elaborado como auxílio para acadêmicos e professores de Educação Física que pretendem trabalhar com seus alunos e clientes, podendo ser individualmente ou na parte coletiva , com atividades físicas voltadas para a promoção de bem estar, saúde, emagrecimento e ganho de massa muscular.



Conteúdos Programáticos:

1 - O que é o Treinamento Funcional
2 - Intensidade dos treinamentos
3 - Alongamentos e Aquecimento
4 - Como montar um centro de Treinamento
5 - Como montar um Circuito e Estações de Treino
6 - Avaliação Física
7 - Aulas Práticas
7.1 - Treinos com Bambolês
7.2 - Treinos com Cones
7.3 - Treinos com Pneus
8 - Guia do Cross Treino
9 - Treinos Individuais de Cross
10 - Treinos com grupos de Cross A
11 - Treinos com grupos de Cross B
12 - Treinos com grupos de Cross C
13 - Treinos com grupos de Cross D
14 - Livro de treinamento funcional 100 exercícios

Não perca a chance de fazer um curso espetacular, com ótimo conteúdo. 

Clique na imagem abaixo e tenha todas as informações!

http://3.bp.blogspot.com/--bh4hD7vuuw/WVY7EkgsDuI/AAAAAAAAUOM/ZrE5-avG0xYykRcbMBOEDFJey9NZ4XRLQCK4BGAYYCw/s1600/inscreva-se-no-curso.jpg

Informações sobre o Curso:

Produtor: Giovani Soldera

quinta-feira, 15 de março de 2018

15:56:00

Importância do Core Fortalecido


O Core, ou Powerhouse como é chamado no Pilates, é um conjunto de músculos que compreende os flexores e extensores da coluna, principalmente, e tem como função ser a base para sustentar toda a coluna e ser o ponto de apoio para movimentos distais.

O que acontece com um aluno que está com o Core enfraquecido? Provavelmente ele vai desenvolver uma série de compensações e desequilíbrios que gerarão dores em vários locais. Se pensarmos a longo prazo, essas compensações constantes e sobrecargas desnecessárias sobre a coluna poderão desenvolver uma série de lesões.

Portanto, o "core" é o centro do nosso corpo. É o conjunto de músculos responsável pelo nosso equilíbrio e pela adequação postural do tronco em qualquer movimento.

Muitos dos exercícios que usamos numa aula de Treinamento Funcional precisam de uma ativação eficiente de Core para cumprirem seu objetivo. E muitos deles também servem para fortalecer essa musculatura.

A prancha é um dos queridinhos de qualquer treinador. Sabe por quê? Porque ela trabalha a musculatura do Core de maneira extremamente eficiente.

Nesse tipo de exercício temos uma importante ativação de musculaturas profundas, como o transverso abdominal. O transverso é um dos principais estabilizadores da coluna e é uma musculatura que responde muito bem à estímulos de resistência.

Além disso, o transverso abdominal tem funções como auxiliar na respiração, manter a pressão intra-abdominal, sustentar as vísceras e preparar a coluna, de forma antecipatória, para sustentar distúrbios. Lembre-se disso da próxima vez que seus alunos resolverem reclamar para fazer prancha. Os músculos do core, quando fortalecidos e acionados de forma correta, dão suporte para a coluna e quadris evitando o estresse nessa região, além de joelhos e tornozelos. Os exercícios focados no core definem o abdômen e modelam a cintura, além de auxiliar no funcionamento dos órgãos internos.

Com um Core funcionando da maneira correta, podemos focar em resgatar funções corporais. Isso está bastante relacionado com aquela ideia de movimentos funcionais. Infelizmente, a vida moderna não proporciona muitas oportunidades para que os músculos e articulações realizem suas funções próprias.

Você tem que ter acesso a 95 exercícios de pranchas e esfinges, utilizados no tratamento, prevenção e fortalecimento da musculatura do core assim como do corpo todo. Clique aqui e conheça esse guia excelente.

facebook