Curso online de Musculação do Iniciante ao Avançado

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

17:22:00

Método da Pré-Exaustão para força e hipertrofia


O método da pré-exaustão é uma técnica de treino de alta intensidade. Consiste em realizar um exercício de isolamento (uniarticular) seguido de um exercício composto, ambos envolvendo um grupo muscular em comum. Apesar de não possuir um embasamento científico definido, este método é comumente usado com a finalidade de enfatizar a musculatura trabalhada de forma isolada no primeiro exercício.

Aprenda os SEGREDOS do TREINAMENTO DE FORÇA PARA HIPERTROFIA

Segundo Fleck e Kraemer (1999), citados por Gentil (2005), na execução de exercícios para grupamentos musculares menores, antecedendo movimentos biarticulares, causariam sua menor ativação, devido à fadiga, impondo maior tensão aos demais músculos, ou seja a utilização prévia de um exercício de isolamento antes de um exercício composto fará com que haja menor ativação da musculatura trabalhada no primeiro momento, aumentando a atividade relativa dos músculos acessórios.

O objetivo deste método é levar a musculatura a exaustão (fadiga), através da utilização de alavancas que favoreçam uma maior solicitação da musculatura principal. Alguns estudos sugeriram que unidades motoras adicionais seriam recrutadas para compensar a perda de funcionalidade de outras. Além das unidades motoras de um mesmo músculo, devemos levar em consideração a atividade de outros grupamentos musculares. Em movimentos complexos, a menor ativação de unidades motoras em um músculo é contornada por alterações do padrão motor, com maior ativação dos demais músculos envolvidos no movimento, inclusive recrutando, primariamente, músculos que outrora eram meros coadjuvantes.

Tecnicamente, o uso da pré-exaustão, na verdade, estaria mais próximo ao uso do bi-set, produzindo as mesmas alterações fisiológicas.

Neste método, utiliza-se de 2 a 4 séries, com 6 a 20 repetições, dando um intervalo de 1 a 2 minutos entre as séries.

Deve-se levar em consideração uma limitação para este método, onde só há viabilidade a sua utilização nos horários de pouca movimentação na sala de musculação, e preferencialmente em aparelhos próximos uns dos outros.

Um dos melhores exemplos do princípio da pré-exaustão é o crucifixo (aberturas) com halteres seguido pelo supino com barra. O supino é considerado um exercício de peitoral, mas os tríceps e os ombros também recebem um nível elevado de tensão.

Aprenda os SEGREDOS do TREINAMENTO DE FORÇA PARA HIPERTROFIA


Com ajuda daqui

sábado, 19 de agosto de 2017

14:21:00

Gestão de Academia com Fabio Saba



O curso ideal para a capacitação de Líderes, gestores, coordenadores e gerentes de sua academia.



Conteúdo Programático

8 LIÇÕES DE GESTÃO DE PESSOAS PARA ACADEMIAS

Quais são as ações práticas que todo gestor deve seguir para melhorar a produtividade do seu negócio por meio das pessoas? Como saber extrair o melhor da equipe no dia a dia? Com estratégias inteligentes, organização e planejamento, todo líder poderá ter sucesso na tarefa de gerir pessoas.

GESTÃO DE ACADEMIA: A PRÁTICA DA RETENÇÃO

Retenção é o resultado do bom atendimento. Retenção  uma ferramenta de gestão nem um conjunto de atitudes.  A verdadeira qualidade de atendimento de uma empresa está diretamente relacionada à cultura que é desenvolvida dentro dela e busca fidelizar clientes. Qualidade de atendimento é um sistema que combina infra-estrutura inteligente, processos práticos e objetivos e pessoas educadas, capacitadas e comprometidas. Tudo isso para levar aos clientes soluções, prontidão, simpatia num clima acolhedor.

Professor:

Fábio Saba  (CREF 000007 G/SP)
Mestre em Educação Física pela USP, professor da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (USP). Professor do curso de pós-graduação (lato-sensu) em Administração e Marketing Esportivo da Universidade Gama Filho e da UNAERP.
Publicou 42 trabalhos científicos em congressos de Educação Física no Brasil e no exterior.
É também autor de vídeos e livros sobre atividade física e gestão de academias.
Foi diretor das academias Runner e esteve a frente de outras redes, entre elas a Companhia Athletica e a Bio Ritmo.


Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

 Visualizar

Informações sobre o Produto:

Criado por   Ferrari consultoria e eventos


14:02:00

Desafio HIIT12 Semanas



Método INOVADOR de treinamento baseado em metodologias Calistênicas e Pliométricas Orientais para Emagrecimento, Redução de Medidas e Definição Muscular com Exercícios Rápidos de até 20 minutos e Apenas 3x na semana.

O Desafio HIIT12 Semanas tem como foco os 4 elementos essenciais e que estão entrelaçados quando falamos em Resultados Rápidos, Sólidos e Duradouros: Exercícios, Alimentação, Recuperação e Coaching.

# 12 Meses de Resultados em Apenas 12 Semanas!
# Menos de 20 minutos por dia e 3x na semana!
# Sem sair de casa, sem aparelhos, sem academia lotadas e sem dietas!



Conteúdo Programático

Tudo que você precisa saber sobre o Desafio HIIT12 Semanas!

Método INOVADOR criado e pensado por mim, com até 20 minutos por dia, 3x na semana, sem aparelhos, sem dietas e sem sair de casa.

O Produto completo possui 12 módulos:
# Seja Bem Vindo(a)!
# E-book: Os 12 Segredos do Corpo Perfeito
# E-book: Os Alimentos Poderosos
# Desafio HIIT12 Semanas (36 treinos COMPLETOS E DIFERENTES)
# Receitas Fitness HIIT12
# Coach - Emagreça Sua Mente!
# 12 Vídeos com orientações de uma Nutricionista

6 Bônus Incríveis:
# Sequencia Home Fitness (6 Treinos)
# Semana Adeus Barriga (5 Treinos)
# Receitas Guloseimas Fit
# E-book: Detox - Como e por que fazer?
# 12 Vídeos Detonando os Maiores mitos do emagrecimento
# NOVO - DESAFIO Abdominal 7 Dias HIIT12

CRISTIAN GIACOMONI

Personal Trainer especialista em Emagrecimento e Redução de Medidas, Graduado em Educação Física, Pós Graduado em Nutrição Esportiva e Mestrando, com mais de 12 anos de experiência na área. Criador do Método Inovador de treinos curtos e sem aparelhos que já transformou a vida de mais de 738 pessoas.

Faça Acontecer Agora Mesmo!

Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

 Visualizar

Informações sobre o Produto:

Criado por EMPREENDIMENTOS DIGITAIS HIIT12 EIRELI - ME

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

10:01:00

3 grandes exercícios abdominais



Antes de fazer o abdominal, é importante definir o número de séries e repetições junto a um profissional. A quantidade será definida de acordo com o nível de preparo físico individual e ainda dependendo da intensidade do exercício. Uma boa avaliação anterior ao treinamento garante um treinamento eficaz e sem lesões.

Abdominal oblíquo

Não é à toa que esse abdominal é o campeão no quesito fortalecimento. Exercícios que exigem constante estabilização abdominal, como esse, são os que mais geram trabalho aos músculos abdominais. O objetivo dos abdominais é fortalecer o músculo reto abdominal - que é o maior de todos -, os transversos e os oblíquos (internos e externos). Além de garantir o fortalecimento de todos esses músculos - já que é preciso estabilizar todo o abdômen - os músculos mais solicitados são os oblíquos, devido ao movimento de inclinação do tronco.

Para fazê-lo, deite-se no chão e certifique-se de que toda a sua coluna está bem apoiada. Coloque as mãos na cabeça e traga os joelhos até um ângulo de aproximadamente 45 graus e faça movimentos de como se estivesse numa bicicleta. Toque o joelho esquerdo com o cotovelo direito e depois faça o mesmo com o joelho direito e o cotovelo esquerdo. Alterne os movimentos sucessivamente

Abdominal na bola suíça

Quando o assunto é abdominal feito com aparelhos que você compra para usar em casa, a bola suíça é a melhor opção. Os músculos abdominais ganham tonicidade e força, quando você busca o equilíbrio sobre o acessório. No estudo, os pesquisadores descobriram que os oblíquos e reto abdominal são menos trabalhados em comparação com os dois exercícios citados anteriormente. Mas, como vantagem, eles encontraram uma menor atividade do reto femoral, músculo da perna que geralmente é indevidamente solicitado durante o abdominal. Isso gera um esforço desnecessário, tirando a força que deveria ir para os músculos da barriga.

Basta deitar em cima da bola - procure um acessório especial para a prática esportiva, outras bolas não oferecem resistência suficiente - e manter as pernas em num ângulo de 90 graus, com os pés apoiados no chão. Levante o tronco até sentir a barriga começar a queimar. Se ficar difícil de conseguir o equilíbrio, afaste mais os pés. Um detalhe essencial ao fazer abdominais: solte o ar enquanto você faz o movimento e contrai o abdômen e inspire enquanto retorna para a posição inicial ou durante o repouso.

Abdominal inferior

Esse é mais um exercício que exige a contração da musculatura abdominal o tempo todo. É por isso que ele leva a medalha de prata da barriga chapada. Para fazê-lo é necessário um aparelho para manter as costas totalmente apoiadas, mãos bem firmes e braços devidamente apoiados. Isso garante que você não force demais a coluna. A posição inicial é feita com as pernas esticadas. Em seguida, dobre lentamente os joelhos em direção ao peito. Controle o movimento e estique as pernas lentamente. Esse exercício é bastante intenso e por isso o número de repetições deve ser menor. Lembre-se de não afastar as costas do aparelho, o que pode causar sobrecarga e lesões.

Quer saber mais sobre Treinamento Abdominal? Não deixe de conhecer o Curso Online de Treinamento Abdominal. Clique aqui e saiba mais!


quarta-feira, 2 de agosto de 2017

14:03:00

Diferença entre o Pilates Clínico e o Pilates Fitness



Os benefícios do Pilates não é novidade para quem acessa esse blog. Já foi discutido em dezenas de outros posts. Os exercícios de pilates conseguem fortalecer pernas, braços, costas e ombros com um único tipo de movimento. Os idosos e pacientes em reabilitação também podem apostar no método para recuperar a força e precisão dos músculos, eliminar dores e corrigir a postura.

Por causa desses objetivos, existem duas modalidades de pilates: Clínico e Fitness.

O pilates clínico visa à reeducação postural. É realizado através de exercícios específicos elaborados para estimular a musculatura que sustenta a coluna, não causando impacto nas articulações. Esse método proporciona melhora na postura, força muscular, flexibilidade, respiração, coordenação motora e equilíbrio. Porém, antes de iniciar um programa, é importante que seja realizada uma avaliação minuciosa para que a prescrição dos exercícios atenda às necessidades individuais. As sessões duram em torno de 60 minutos e são ministradas por um fisioterapeuta.

Já o Pilates Fitness é indicada para quem deseja conquistar um abdômen definido, um corpo firme e não gosta de academias. Antes de iniciar as aulas é feita uma avaliação para identificar se o aluno possui algum problema de saúde. Depois, começamos com os exercícios funcionais para aumentar a resistência do corpo. Nesse tipo, certos exercícios precisam de condicionamento físico para que sejam realizados e por isso alguns podem ser contraindicados. É caracterizado por exercícios para emagrecer, tonificar e fortalecer todo o corpo.

Para entender melhor o Pilates Clínico, preciso falar da Coletânea de Pilates Clinico. Você conhece os exercícios certos para tratar casos clínicos com Pilates?  Tenha em mãos conhecimentos específicos para casos clínicos complexos. Clique aqui e saiba mais!


Até a próxima!
11:17:00

Curso online de Treinamento Funcional



Sucesso em todo o Brasil a  metodologia de treinamento FUNCIONAL de  intervalado de alta intensidade , onde combina perfeitamente macro , micro pausas e exercícios de baixa intensidade para que o organismo não entre em platôs de rendimento, são 4 modelos de treinos que possibilita pessoas num grau intermediário e avançado possam realizar exercícios potencia, velocidade e força, sempre num alto grau de intensidade  estimulando fibras de contração rápida e com isto elevando o gasto calórico.



O Curso

Relembrando a base

Classificação dos exercícios clássicos e sua funcionalidade

Capacidades Condicionais e informacionais

Ações fundamentas e recursos inteligentes para estruturação de treinos livres

Variáveis de progressão e de intensidade para construção de treinos adaptativos e avançados.

Duração: 2h40

A professora:

Esp.Carol Macário (CREF 039845 G/SP)

Especialista em Ginástica Corretiva pela FMU-Sp. Atua na área de Educação Física há 22 anos, com ênfase em: Aulas clássicas de Fitness, Atividades Funcionais/Core Training (Rebound Training - minitrampoli, Fit Ball,Kangoo Jumps;  Rubber Training - tubos e bandas elásticas; Treinamento Vibratório -Flexi Bar; Treinamento Suspenso e Balance Training) e Docência (Graduação e pós graduação) Premio Inovação Companhia Athletica 2010 Certificada Internacional Avaliação Física Funcional : FMS – Functional Moviment System Criadora da Organização Metodologia  para Treinamento Funcional :Funcional Core Zone  Idealizadora do Ritmos Jam – estruturação de aula e organização metodológica para aulas de fitness dance Sócia proprietária BEM + Academia.


Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

 Visualizar

Informações sobre o Produto:

Criado por  Ferrari consultoria e eventos


terça-feira, 1 de agosto de 2017

11:46:00

Benefícios da Hidroginástica


A hidroginástica é um exercício aeróbico feito em piscinas que tem como objetivo a manutenção profilática da saúde. Melhora a capacidade aeróbica, a resistência cardiorespiratória, a resistência e a força muscular, a flexibilidade, além de proporcionar um gasto calórico de 260 a 400 kcal por hora.
Exercitar corpo e mente é uma filosofia que pertence a todas as linhas de pensamento. Para quem quer cuidar do corpo e não suporta exercícios pesados — como musculação, por exemplo — uma boa dica é a fazer hidroginástica.
Veja o que a hidroginástica pode promover no seu corpo:
  • Melhora os níveis de força e desenvolvimento dos principais grupos musculares;
  • Aumento da circulação sangüínea e da resistência do sistema cardio-respiratório;
  • Músculos tonificados, braços, pernas e bumbum torneados;
  • Melhora da flexibilidade das articulações;
  • Emagrece: gasto calórico médio de 260 a 400kcal/hora.
Agora veja as dicas de especialistas para fazer bem o exercício:
  • Sempre encaixar o quadril e manter a postura ereta.
  • Enquanto estiver se exercitando, manter todo o pé apoiado no chão e contrair a barriguinha.
  • Manter a respiração contínua, sem bloqueá-la.
  • Aumente a intensidade de acordo com o seu ritmo.
  • Evite comer uma hora antes de iniciar os exercicios na piscina.
Fonte: Mulher Feliz

terça-feira, 25 de julho de 2017

11:27:00

7 perigos para quem está entrando na academia

https://do1pouckcwxot.cloudfront.net/brasil/uploads/2015/03/7-DICAS-730x489.jpg

Muitos novatos são "educados" equivocadamente por quem não entende bem do assunto — e queremos te ajudar a se manter longe dessas falsas verdades.

O número crescente de academias no Brasil é sintoma do aumento de procura das pessoas pela musculação. O problema disso é que muitos novatos acabam sendo "educados" por outros frequentadores que não sabem o que estão fazendo.

Acesse o blog da Educação Fisica
 

E assim começa o ciclo de um mito do treinamento físico. Hoje estamos cheios deles.
Para alertá-lo sobre essa realidade, decidimos listar alguns mitos e esclarecê-los. Assim você se torna capaz de se prevenir e de garantir que não está fazendo algo errado – mesmo que todos na sua academia cometam esse equívoco.

"Suplementos são superiores a comida"
Suplementos são, em sua maioria, alimentos desidratados. Imagine que o Whey Protein concentrado é na verdade o soro do leite desidratado, que a albumina é clara de ovo desidratada e etc. Existem, sim, outros compostos que são menos "naturais", mas a moral da história é que eles não são superiores à comida, principalmente quando pensamos no fator micronutrientes. Os suplementos servem para complementar sua dieta. Ou seja, eles são uma (pequena) parte da sua alimentação.

"Fazer aeróbio para emagrecer"
Na verdade, o que você precisa para emagrecer é fazer dieta. O gasto energético durante uma caminhada ou corrida é muito pequeno se comparado ao quanto você consegue consumir. Por isso, para emagrecer é necessário somar uma dieta adequada a exercícios aeróbios — e anaeróbios (musculação), se você não quiser perder massa muscular.

"Trabalhar apenas uma parte de um músculo"
É muito comum ouvir que peck deck trabalha a parte interna do peitoral e que rosca scott trabalha a parte de baixo do bíceps. Mas isso não existe. O músculo é preso em "duas pontas" e quando você o contraí o que acontece é uma aproximação dessas duas pontas. Portanto, não tem como trabalhar apenas uma parte do músculo, somente o músculo todo.

"Não alongar antes/depois do treino provoca lesões"
O alongamento não previne lesões. Possuir uma musculatura em comprimento ideal pode sim fazer diferença, mas isso não é alcançado com um alongamento de 10 segundos antes ou depois do treinamento. Para melhores resultados aqueça, treine e procure alongar as musculaturas que você não trabalhou no dia.
"Ter que treinar todos os dias para obter resultados"
A frequência de treinamento adequada depende principalmente do seu nível de condicionamento. Se você está iniciando nos exercícios, vai ter mais benefícios se treinar menos frequentemente (3 vezes por semana) com treinamentos que trabalhem o corpo todo. Mas se você está se exercitando há muito tempo, o ideal é aumentar a frequência de treinamento, pois chegará um momento (dependendo do seu objetivo, vale notar) que se exercitar somente por 1 hora e 3 vezes por semana será pouco.

"Cortar os carboidratos à noite"
Cortar carboidratos à noite é uma estratégia que possuí um raciocínio lógico. O que dizem é que, como você não vai gastar (muita) energia enquanto dorme, vai estocar o nutriente como gordura. Mas não podemos esquecer que possuímos reservas de carboidrato (glicogênio) no organismo também. O ponto é que muitas pessoas treinam à noite. Nesse caso, o certo é consumir carboidrato e proteína logo após os exercícios para repor os estoques de glicogênio, melhorar a recuperação e, principalmente, não perder massa muscular.

"Cortar gordura da alimentação"
Consuma gordura. Não estou recomendando que você coma frituras ou comidas recheadas de gordura, mas o corpo humano necessita dessa substância para produção hormonal. Por isso, cortar esse macronutriente não é o ideal. É necessário ter um consumo de gordura (de todos os tipos, menos a trans) balanceado de acordo com sua dieta.

Com um pouco de informação, você já está no caminho de resultados melhores e mais rápidos. E lembre-se sempre de consultar um profissional antes de iniciar qualquer dieta e treinamento.

Publicado em 22/04/14 e revisado em 25/07/17
 

segunda-feira, 10 de julho de 2017

13:43:00

Treinamento Funcional é atividade ideal para gerar hipertrofia?



Nem sempre o treinamento funcional vai gerar hipertrofia. Porém, para gerar hipertrofia, o treinador terá que adaptar as variáveis envolvidas no treinamento funcional para que ele gere hipertrofia, isso irá acontecer.

A hipertrofia é o aumento do volume celular. Ela não ocorre apenas com as células musculares, mas é uma resposta a determinado estímulo. Ela pode ser aguda ( num pós exercício, por exemplo) ou crônica (quando permanece por mais de 3 dias).

Assim, ao pensar em treinamento funcional para ter esse aumento celular, é preciso levar em conta os objetivos de cada um. Se o aluno quiser um corpo todo hipertrofiado, a musculação é a melhor atividade. Porém, se ele quiser apenas melhorar sua tonicidade muscular e apresentar músculos mais rígidos, o treinamento funcional é uma ótima atividade.

Se o objetivo é a hipertrofia, precisa-se ter um treino totalmente voltado para isso. Já se o seu objetivo é melhora do condicionamento físico geral, investir no treinamento funcional pode ser uma boa pedida.

Tudo depende das variáveis envolvidas, dos métodos usados. O treinamento funcional pode sim gerar hipertrofia, mas no geral, ele é menos efetivo do que a musculação para este objetivo. Tudo isso está ligado a um dos mais importantes princípios do treinamento esportivo, o da especificidade.

Além disso, a dieta e o descanso também são fatores a serem considerados para avaliarmos estas duas modalidades.

Mais do que apenas trabalhar com uma qualidade física isolada, o treinamento funcional busca trabalhar com movimentos amplos e mais complexos, que envolvam equilíbrio, agilidade, coordenação motora e resistência.

Para ter variedade de exercícios funcionais, você precisa conhecer o guia com 200 exercícios de Treinamento Funcional. Além desses exercícios, o guia ensina como a montar o treino de funcional de maneira perfeita. Clique aqui e conheça!

facebook