Curso online de Musculação do Iniciante ao Avançado

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

15:24:00

A EducaFit é a Principal Escola Online do Mercado Fitness.


A EducaFit é a Principal Escola Online do Mercado Fitness.

Agora você terá a sua disposição os melhores cursos em um só lugar. Fisiologia do Exercício, Personal Trainer, Gestão de Academias, Musculação, Biomecânica, Nutrição e Suplementação, Treinamento Funcional, Corrida, Fisioterapia, Medicina Esportiva, Atendimento, Vendas, Marketing, Lutas, Natação, entre muitos outros! Somos um canal de assinatura, como a NETFLIX.
 

Por 39,90 você terá direito a acessar TODOS os cursos, certificados, simultaneamente, por um período de 30 dias. Se gostar, é só continuar...

Assista nossas aulas gratuitas em nosso portal para conhecer a qualidade e verificar o quanto a Educafit pode lhe ajudar. Clique aqui!


Estamos inseridos em: CURSO LIVRE, legalizado, conforme Lei nº 9.394, Decreto Presidencial nº 5.154 e Normas da Resolução CNE (Conselho Nacional de Educação) nº 04/99 MEC. Resumindo, cursos técnicos profissionalizantes.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

08:17:00

Principal vantagem do HIIT





Hiit, sigla em inglês para High Intensity Interval Training ou Treino Intervalado de Alta Intensidade, é o treino perfeito para quem não tem tempo, mas não quer deixar de fazer atividade física. A modalidade promete emagrecimento com definição muscular, condicionamento físico e queima de 500 a 550 calorias a cada 30 minutos de aula.

O exercício intervalado ajuda mais no metabolismo de gordura (perda de peso) do que o exercício contínuo, mesmo utilizando mais glicose (carboidrato) como combustível.

E a explicação está na intensidade! Devido a maior intensidade, o treino vai aumentar o seu consumo de oxigênio pós exercício, propiciando assim um "aumento" do metabolismo que vai durar aproximadamente 24 horas (vai depender da intensidade e duração do treino). Portanto, o indivíduo gasta mais carboidrato durante o exercício, mas vai metabolizar mais gordura durante o descanso.

A principal vantagem do treinamento intervalado de alta intensidade é aceleração do metabolismo e dos processos de queima de gordura, bem como o aumento geral da resistência aeróbia e o aumento do consumo de oxigênio por parte dos tecido

O principal objetivo desse tipo de exercício é a queima calórica, com diminuição do percentual de gordura. Nessa aula a gente usa estímulos com o peso do próprio corpo, sem a ajuda de material, sempre com intensidade de moderada a forte, buscando a frequência cardíaca lá em cima, acima do limite.

Mas será que qualquer pessoa pode fazer uma aula de HIIT? Há grande polêmica devido a frequência cardíaca ficar entre 85% e a máxima, por quase não haver descanso e pelo alto impacto das atividades. Portanto, o ideal é que haja uma avaliação médica prévia, tanto do ponto de vista cardiovascular quanto do ortopédico.

Como é um treino intervalado de alta intensidade, o praticante, com o auxílio de um professor, vai realizar os exercícios no ritmo e grau de dificuldade que lhe for mais apropriado. Dentro de seu limite, ele realizará o treino de alta intensidade.

Ao contrário do que muitos pensam e praticam, nos treinos do Hiit não são usados apenas o peso corporal para os exercícios. É preciso agregar o máximo de implementos como pesos, corda naval, TRX e kettlebells para que o aluno tenha um gasto calórico e não deixe de lado o fortalecimento muscular e a manutenção da massa magra.                       

A chave está na alternância entre pico de esforço e recuperação: rápida, em repouso ou em pausa ativa, isto é, realizando outro exercício de baixa intensidade.

Confira esse curso sobre Prescrição de Treinamento HIIT com base em Evidências Cientificas. É imperdível!


segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

14:55:00

Prescrição do TREINAMENTO HIIT baseado em Evidências Científicas


O curso é destinado a Profissionais da Educação Física que desejam prescrever o TREINAMENTO HIIT com segurança e embasamento científico.

Você Profissional de Educação Física ou Estudante: SABE Prescrever o TREINAMENTO HIIT?
Você quer PRESCREVER TREINAMENTO HIIT com RESULTADOS GARANTIDOS e COM SEGURANÇA?

O curso está dividido em 6 módulos:

Módulo 01: Um breve Histórico

Módulo 02: Treinamento HIIT no século XXI - Similaridades

Módulo 03: Tipos de Treinamento Intervalado de Alta Intensidade

Módulo 04: Benefícios do Treinamento HIIT

Módulo 05: Variáveis de Prescrição do Treinamento HIIT

Módulo 06: Modelos de Protocolos de Treinamento HIIT

Módulo 07: Orientações Gerais para Prescrição do Treinamento HIIT

E tudo isso, com base nas Evidências Científicas

Veja TUDO o que você receberá:

- Acesso ilimitado ao curso por 1 Ano!

- 1 Ebook Maravilhoso!

- Todos os Slides em PDF!

- 20 Artigos Científicos para leitura!

- 2 Aulas ao VIVO para tirar dúvidas a ser agendada!

- 3 Palestras!

- Suporte Completo para tirar suas dúvidas!

- Área Exclusiva de Aluno 24 Horas por Dia!

- 7 dias de Garantia Incondicional!

- Certificado de 20 Horas!

Quer saber mais?

Vá para a página de pagamento do curso

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

10:05:00

Diferenças entre os treinos feminino e masculino na Academia


https://www.fitness.com/images/new/banner-1.jpg

 As mulheres têm a estrutura óssea mais leve e um percentual de gordura maior. Com a mesma altura são mais leves e possuem menos força. Porém não é por isso que as mulheres devem treinar menos peso que os homens. A principal diferença entre os treinos femininos e masculinos é a intensidade. O trabalho de aumento da massa muscular exige um programa de treino mais intenso com poucas repetições e muita carga. Esse é um objetivo unânime entre os homens, mas não para as mulheres. Mulheres têm objetivos e necessidades diferentes e buscam uma redução de gordura localizada, condicionamento físico e definição muscular. A mulher tem 30% menos massa muscular que o homem.

Há diferença entre a reação do corpo do homem e da mulher à atividade física?

A reação depende do nível de condicionamento. Se realizar um exercício aeróbio a 70% da frequência cardíaca máxima ou um exercício muscular a 70% da força máxima, os sintomas serão os mesmos para ambos os sexos.
No universo feminino, existe um momento onde a reação ao exercício pode ser diferente. Na fase folicular (início da menstruação), a mulher tem alterações hormonais que a deixa com mais força. Na fase lútea, que dura aproximadamente 13 dias, e termina com o início de sangramento menstrual, a força diminui. Hoje é comum desenvolver o planejamento das atividades considerando as fases do ciclo menstrual, fazendo com que o treinamento de força seja variado.

O ganho de massa muscular

 Com relação á prática de musculação, os benefícios são definição muscular, emagrecimento, melhora da postura, fim das dores musculares e aumento da massa muscular. Detalhe: o corpo marombado é quase uma utopia para as mulheres - elas não têm condições hormonais para isso. O que determina o aumento da massa muscular é a forma como foi planejada, intensidades e atividades fora da academia.
"O corpo marombado é quase uma utopia para as mulheres - elas não têm condições hormonais para isso."
 Mesmo com essas diferenças, algumas mulheres aumentam a massa muscular com facilidade. O ideal é acompanhar a evolução com uma análise de composição corporal onde observaremos o aumento da massa muscular. Um acompanhamento a cada três meses já é o suficiente.
 Para desenvolver um trabalho combinado de modalidades com eficiência, os treinos devem ser moderados e a soma das atividades não pode ultrapassar duas horas. Se você corre dez quilômetros na esteira, por exemplo, e depois ainda faz um treino pesado de musculação, podem haver prejuízos nos resultados. A escolha do que fazer primeiro poderá ajudar.

Para quem tem como foco emagrecer, o trabalho aeróbio deve ser o primeiro. Para quem quer aumentar a massa magra, o trabalho muscular deve ser a prioridade. Ainda temos o caso de mulheres que precisam emagrecer e ganhar resistência muscular ao mesmo tempo. Para essas, o formato de circuito - em que são mesclados trabalho cardíaco e muscular - é a melhor opção.

Malhar os braços

 A musculatura superior contribui para a manutenção da postura, ajuda a prevenir dores e lesões articulares e traz benefícios estéticos. Os principais músculos a serem trabalhados são: peitoral (fly e crucifixo); Dorsal (remada sentada e puxador pulley na frente); bíceps (rosca direta e rosca martelo); tríceps (testa e pulley) e ombros (elevação frontal e lateral). A mulher deve trabalhar todos os músculos superiores, mas claro que não será na mesma proporção dos membros inferiores.

Gaste tempo na academia

 Com relação ao tempo passado na academia, as mulheres querem ter mais resultados sem sofrer tanto. Administram mal seu tempo conversando demais e se arrumando muito para treinar. Muitas mulheres têm mais tarefas do que o homem e isso faz com que não fiquem o tempo necessário na academia. Por isso devemos lembrá-las que o resultado só virá como fruto do trabalho - um mês treinando certinho pode valer bem mais que três meses de treinos mal feitos.

Para conseguir a barriga chapada

 Muitas mulheres procuram ajuda profissional ficar com a barriga chapada. Isso vai depender de dois fatores: pouca gordura na região e musculatura abdominal desenvolvida. A sugestão para secar a barriga é realizar exercícios abdominais variados que trabalhem a musculatura infra, reto e supra-abdominal, além dos oblíquos. No próprio colchonete é possível fazer mais de 30 tipos de abdominais - realize dois exercícios para cada uma das divisões já citadas. A intensidade pode ser ampliada com aumento de carga usando o peso do próprio corpo, aumento de ângulo ou anilhas, do volume de repetições, e diminuindo o tempo de descanso entre as séries.

Publicado em 18/01/13 e revisado em 22/12/17

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

11:55:00

10 dicas para melhorar rendimento na musculação


http://www.kurotel.com.br/blog/wp-content/uploads/2017/01/muscula%C3%A7%C3%A3o-para-iniciantes.jpg

A musculação é uma das principais atividades oferecidas pelas academias e por isso, claro, tem muitos adeptos.

Nem sempre os resultados acontecem no ritmo que os praticantes esperam. Pode-se ter algum erro de execução, em hábitos na alimentação ou na própria série de exercícios.

Olha aí 10 dicas para tentar melhorar os resultados na musculação:

1 - Faça o aquecimento corretamente

No momento do aquecimento, há uma melhora da flexibilidade e aumenta a síntese de proteínas, além de ajudar a prevenir lesões.
Dica: 10 minutos de aquecimento geral e, depois, aquecimento localizado com algumas repetições com o peso extra leve.

2- Conheça seu corpo e seus objetivos

A avaliação física é importante para conheceros seus objetivoxs e 'aonde' você pode chegar. É interessante também consultar um nutricionista com o intuito de analisar sua rotina nutricional, responsável por mais de 50% dos seus ganhos em relação à massa muscular.
Alimente-se corretamente, treine, e usufrua dos resultados. Treine de forma segura, eficaz e acima de tudo, mantenha-se natural.

3 - Supere seus limites

Existem várias plataformas de treinamento. Sugiro a progressão de cargas, na literatura chamada de treinamento em pirâmide. Assim, você inicia uma série com menos carga e mais repetição e vai aumentando a carga e reduzindo a repetição.

4 - Variedade de exercícios é importante

Embora seu programa de treino deva ter como base exercícios clássicos para ganho de massa muscular, as variações de ângulo e posição corporal podem ser alteradas para atingir os músculos de maneira diferente e, finalmente, confundir o grupo muscular alvo.  Embora realizando o mesmo exercício, as pequenas variações poderão produzir resultados diferentes.

5 - Adote o treino invertido

É uma técnica muito simples que faz a musculatura sair da rotina programada, gera uma espécie de confusão muscular. A partir da planilha de treinamento, editada pelo treinador, após criar cronograma dos exercícios e atividades a serem desenvolvidas, basta inverter completamente o seu programa de treino.
Comece pelo último exercício e termine com o primeiro.

6 - Preste atenção no intervalo de descanso

Esse é o principal fator que irá decidir se os seus treinos irão ser completados com intensidade máxima. Descansar um máximo de 60 a 90 segundos entre as séries é o que irá reduzir o seu volume de treino e aumentar a sua intensidade. Faça exercícios de alongamento durante o período de repouso, para relaxar e promover o fluxo sanguíneo para o músculo. Em vez de aproveitar o intervalo entre as séries para conversar, faça abdominais. Eu aproveito cada minuto do meu treino. Inclusive os intervalos.

7 – (Re)cicle cada período de treinamento

O segredo para ter ganhos sustentáveis é alternar períodos de aumento progressivo de sobrecarga com períodos de cargas mais leves para recuperação. A cada três sessões de treino, ou a cada semana, dê uma maneirada na carga e no volume.

8 – Programe-se -

Após meses treinando no limite, é interessante um período curto para recuperar a tensão nos tendões, ligamentos, articulações, músculos e sistema nervoso. Isso faz com que você volte com mais disposição e condições para superar ainda mais seus limites, sem riscos de lesões, evitando o overtraining.

9 – Foco no resultado

Seus ganhos dependem do esforço e de uma série de outros fatores. Genética, raça, alimentação, suplementação, disponibilidade de tempo para o treino, qualidade dos equipamentos e dos profissionais que o acompanham, anos dedicados à atividade física, novos estímulos a cada 12 meses são apenas algumas das variáveis que alteram os resultados.

10 – Se estagnar, mude!

Mudanças básicas nos protocolos de treinamentos, nas dietas e no descanso são ideais para que a estagnação deixe de acontecer, e o processo de evolução do corpo ocorra. Mas ainda assim, se estas mudanças não ocorrerem, algumas técnicas podem ser utilizadas para darmos um choque no corpo:
- reduza os intervalos entre os exercícios
- aumente a carga na última série
- troque a ordem de execução dos exercícios
- combine exercícios de grupos musculares diferentes
- faça treinos mais compactos permitindo que você insira mais carga

Bons treinos!

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

17:22:00

Método da Pré-Exaustão para força e hipertrofia


O método da pré-exaustão é uma técnica de treino de alta intensidade. Consiste em realizar um exercício de isolamento (uniarticular) seguido de um exercício composto, ambos envolvendo um grupo muscular em comum. Apesar de não possuir um embasamento científico definido, este método é comumente usado com a finalidade de enfatizar a musculatura trabalhada de forma isolada no primeiro exercício.

Aprenda os SEGREDOS do TREINAMENTO DE FORÇA PARA HIPERTROFIA

Segundo Fleck e Kraemer (1999), citados por Gentil (2005), na execução de exercícios para grupamentos musculares menores, antecedendo movimentos biarticulares, causariam sua menor ativação, devido à fadiga, impondo maior tensão aos demais músculos, ou seja a utilização prévia de um exercício de isolamento antes de um exercício composto fará com que haja menor ativação da musculatura trabalhada no primeiro momento, aumentando a atividade relativa dos músculos acessórios.

O objetivo deste método é levar a musculatura a exaustão (fadiga), através da utilização de alavancas que favoreçam uma maior solicitação da musculatura principal. Alguns estudos sugeriram que unidades motoras adicionais seriam recrutadas para compensar a perda de funcionalidade de outras. Além das unidades motoras de um mesmo músculo, devemos levar em consideração a atividade de outros grupamentos musculares. Em movimentos complexos, a menor ativação de unidades motoras em um músculo é contornada por alterações do padrão motor, com maior ativação dos demais músculos envolvidos no movimento, inclusive recrutando, primariamente, músculos que outrora eram meros coadjuvantes.

Tecnicamente, o uso da pré-exaustão, na verdade, estaria mais próximo ao uso do bi-set, produzindo as mesmas alterações fisiológicas.

Neste método, utiliza-se de 2 a 4 séries, com 6 a 20 repetições, dando um intervalo de 1 a 2 minutos entre as séries.

Deve-se levar em consideração uma limitação para este método, onde só há viabilidade a sua utilização nos horários de pouca movimentação na sala de musculação, e preferencialmente em aparelhos próximos uns dos outros.

Um dos melhores exemplos do princípio da pré-exaustão é o crucifixo (aberturas) com halteres seguido pelo supino com barra. O supino é considerado um exercício de peitoral, mas os tríceps e os ombros também recebem um nível elevado de tensão.

Aprenda os SEGREDOS do TREINAMENTO DE FORÇA PARA HIPERTROFIA


Com ajuda daqui

sábado, 19 de agosto de 2017

14:21:00

Gestão de Academia com Fabio Saba



O curso ideal para a capacitação de Líderes, gestores, coordenadores e gerentes de sua academia.



Conteúdo Programático

8 LIÇÕES DE GESTÃO DE PESSOAS PARA ACADEMIAS

Quais são as ações práticas que todo gestor deve seguir para melhorar a produtividade do seu negócio por meio das pessoas? Como saber extrair o melhor da equipe no dia a dia? Com estratégias inteligentes, organização e planejamento, todo líder poderá ter sucesso na tarefa de gerir pessoas.

GESTÃO DE ACADEMIA: A PRÁTICA DA RETENÇÃO

Retenção é o resultado do bom atendimento. Retenção  uma ferramenta de gestão nem um conjunto de atitudes.  A verdadeira qualidade de atendimento de uma empresa está diretamente relacionada à cultura que é desenvolvida dentro dela e busca fidelizar clientes. Qualidade de atendimento é um sistema que combina infra-estrutura inteligente, processos práticos e objetivos e pessoas educadas, capacitadas e comprometidas. Tudo isso para levar aos clientes soluções, prontidão, simpatia num clima acolhedor.

Professor:

Fábio Saba  (CREF 000007 G/SP)
Mestre em Educação Física pela USP, professor da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (USP). Professor do curso de pós-graduação (lato-sensu) em Administração e Marketing Esportivo da Universidade Gama Filho e da UNAERP.
Publicou 42 trabalhos científicos em congressos de Educação Física no Brasil e no exterior.
É também autor de vídeos e livros sobre atividade física e gestão de academias.
Foi diretor das academias Runner e esteve a frente de outras redes, entre elas a Companhia Athletica e a Bio Ritmo.


Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

 Visualizar

Informações sobre o Produto:

Criado por   Ferrari consultoria e eventos


14:02:00

Desafio HIIT12 Semanas



Método INOVADOR de treinamento baseado em metodologias Calistênicas e Pliométricas Orientais para Emagrecimento, Redução de Medidas e Definição Muscular com Exercícios Rápidos de até 20 minutos e Apenas 3x na semana.

O Desafio HIIT12 Semanas tem como foco os 4 elementos essenciais e que estão entrelaçados quando falamos em Resultados Rápidos, Sólidos e Duradouros: Exercícios, Alimentação, Recuperação e Coaching.

# 12 Meses de Resultados em Apenas 12 Semanas!
# Menos de 20 minutos por dia e 3x na semana!
# Sem sair de casa, sem aparelhos, sem academia lotadas e sem dietas!



Conteúdo Programático

Tudo que você precisa saber sobre o Desafio HIIT12 Semanas!

Método INOVADOR criado e pensado por mim, com até 20 minutos por dia, 3x na semana, sem aparelhos, sem dietas e sem sair de casa.

O Produto completo possui 12 módulos:
# Seja Bem Vindo(a)!
# E-book: Os 12 Segredos do Corpo Perfeito
# E-book: Os Alimentos Poderosos
# Desafio HIIT12 Semanas (36 treinos COMPLETOS E DIFERENTES)
# Receitas Fitness HIIT12
# Coach - Emagreça Sua Mente!
# 12 Vídeos com orientações de uma Nutricionista

6 Bônus Incríveis:
# Sequencia Home Fitness (6 Treinos)
# Semana Adeus Barriga (5 Treinos)
# Receitas Guloseimas Fit
# E-book: Detox - Como e por que fazer?
# 12 Vídeos Detonando os Maiores mitos do emagrecimento
# NOVO - DESAFIO Abdominal 7 Dias HIIT12

CRISTIAN GIACOMONI

Personal Trainer especialista em Emagrecimento e Redução de Medidas, Graduado em Educação Física, Pós Graduado em Nutrição Esportiva e Mestrando, com mais de 12 anos de experiência na área. Criador do Método Inovador de treinos curtos e sem aparelhos que já transformou a vida de mais de 738 pessoas.

Faça Acontecer Agora Mesmo!

Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

 Visualizar

Informações sobre o Produto:

Criado por EMPREENDIMENTOS DIGITAIS HIIT12 EIRELI - ME

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

10:01:00

3 grandes exercícios abdominais



Antes de fazer o abdominal, é importante definir o número de séries e repetições junto a um profissional. A quantidade será definida de acordo com o nível de preparo físico individual e ainda dependendo da intensidade do exercício. Uma boa avaliação anterior ao treinamento garante um treinamento eficaz e sem lesões.

Abdominal oblíquo

Não é à toa que esse abdominal é o campeão no quesito fortalecimento. Exercícios que exigem constante estabilização abdominal, como esse, são os que mais geram trabalho aos músculos abdominais. O objetivo dos abdominais é fortalecer o músculo reto abdominal - que é o maior de todos -, os transversos e os oblíquos (internos e externos). Além de garantir o fortalecimento de todos esses músculos - já que é preciso estabilizar todo o abdômen - os músculos mais solicitados são os oblíquos, devido ao movimento de inclinação do tronco.

Para fazê-lo, deite-se no chão e certifique-se de que toda a sua coluna está bem apoiada. Coloque as mãos na cabeça e traga os joelhos até um ângulo de aproximadamente 45 graus e faça movimentos de como se estivesse numa bicicleta. Toque o joelho esquerdo com o cotovelo direito e depois faça o mesmo com o joelho direito e o cotovelo esquerdo. Alterne os movimentos sucessivamente

Abdominal na bola suíça

Quando o assunto é abdominal feito com aparelhos que você compra para usar em casa, a bola suíça é a melhor opção. Os músculos abdominais ganham tonicidade e força, quando você busca o equilíbrio sobre o acessório. No estudo, os pesquisadores descobriram que os oblíquos e reto abdominal são menos trabalhados em comparação com os dois exercícios citados anteriormente. Mas, como vantagem, eles encontraram uma menor atividade do reto femoral, músculo da perna que geralmente é indevidamente solicitado durante o abdominal. Isso gera um esforço desnecessário, tirando a força que deveria ir para os músculos da barriga.

Basta deitar em cima da bola - procure um acessório especial para a prática esportiva, outras bolas não oferecem resistência suficiente - e manter as pernas em num ângulo de 90 graus, com os pés apoiados no chão. Levante o tronco até sentir a barriga começar a queimar. Se ficar difícil de conseguir o equilíbrio, afaste mais os pés. Um detalhe essencial ao fazer abdominais: solte o ar enquanto você faz o movimento e contrai o abdômen e inspire enquanto retorna para a posição inicial ou durante o repouso.

Abdominal inferior

Esse é mais um exercício que exige a contração da musculatura abdominal o tempo todo. É por isso que ele leva a medalha de prata da barriga chapada. Para fazê-lo é necessário um aparelho para manter as costas totalmente apoiadas, mãos bem firmes e braços devidamente apoiados. Isso garante que você não force demais a coluna. A posição inicial é feita com as pernas esticadas. Em seguida, dobre lentamente os joelhos em direção ao peito. Controle o movimento e estique as pernas lentamente. Esse exercício é bastante intenso e por isso o número de repetições deve ser menor. Lembre-se de não afastar as costas do aparelho, o que pode causar sobrecarga e lesões.

Quer saber mais sobre Treinamento Abdominal? Não deixe de conhecer o Curso Online de Treinamento Abdominal. Clique aqui e saiba mais!


facebook