Curso online de Musculação do Iniciante ao Avançado

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

10:31:00

Prepare a aula de Treinamento de Funcional com antecedência

 


Você ficaria impressionado pelo número de pessoas que deixam para preparar aulas na última hora.

Sei que a vida é corrida. É tanta coisa para fazer que o dia precisaria de 48 horas para dar tempo de tudo. Também passo por isso diariamente e temos que começar a entender que não é motivo para piorar a qualidade das aulas.

O treinamento funcional só é interessante se os objetivos e interesses do aluno combinarem com ele. O aluno te procurou para conseguir melhorar seu corpo e aptidões físicas e você deve esse resultado a ele. A única maneira de atingir os objetivos do aluno é através de uma boa preparação de aula.

Mesmo que você precise parar no domingo à noite para isso, faça. Não adianta deixar para reunir uns 10 exercícios 30 minutos antes da sessão da turma começar.

qualquer acessório se encaixa no circuito funcional!

Você pode usar:

Fitas de suspensão;
Fitball;
Bosu;
Balance Pad;
Cordas;
Kettlebell;
Halter;
Cama elástica;
Step;
Equipamentos de musculação.

Não se preocupe tanto com os acessórios, eles são um complemento para a sua aula.

Quer uma dica?

Marque no seu planejamento diário que a primeira tarefa do dia é preparar as aulas. Acorde, tome café e sente para fazer isso. De preferência tente manter seu planejamento adiantado, assim ficar um dia sem fazer não ficará muito prejudicado.

Aprenda a montar seu Treino de Treinamento Funcional


Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino.  Clique aqui!

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

11:49:00

Hiit para Emagrecimento e seus cuidados!


Muitas pessoas se dedicam aos exercícios aeróbios de longa duração e baixa intensidade achando que essa é a melhor estratégia para eliminar a famosa gordura corporal.  Porém, estudos apontam que que exercícios intervalados de baixo volume e grande intensidade tem uma maior eficiência no que diz respeito ao emagrecimento. Um dos principais métodos utilizados na atualidade é o HIIT, que nada mas é do que exercícios de curta a moderada duração (10s a 5min) realizados em intensidades superiores ao limiar anaeróbio e seguidos de pausas passivas ou ativas.

Sabe-se que a realização de atividades aeróbias de intensidade moderada aumenta a mobilização de gorduras no momento do exercício, porém, atividades de alta intensidade, mobilizam mais ainda esse substrato no período pós-exercício (ALKAHTANI et al. 2013) é por isso, que o treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) se tornou um dos métodos de treino mais aplicados no que diz respeito ao emagrecimento, devido a economia de tempo e por conseguirmos atingir nossos objetivos de forma mais rápida, eficiente e duradoura.

A literatura evidencia que o HIIT, exerce melhorias sobre inúmeras variáveis fisiológica. Onde este treinamento induz o corpo a alterações metabólicas e de desempenho que se sobressaem em relação ao treinamento aeróbio tradicional (LITTLE et al. 2010; GIBALA et al. 2012; HEYDARI, FREUND & BOUTCHER, 2012; KEATING et al. 2014; ZWESLOOT et al., 2014).

Com isso, a intensidade ganhou muito mais força na prescrição dos treinamentos, ganhando um espaço que era predominantemente dos exercícios aeróbicos de baixa intensidade. Hoje é muito comum encontrarmos pessoas que buscam emagrecer e investem na musculação, no Crossfit ou nos aeróbicos de alta intensidade, como é o caso do HIIT.

O HIIT proporciona benefícios em vários aspectos; Emagrecimento; Melhoria na composição corporal; Aumento e ganho na Potência aeróbia máxima; além de ser uma ótima opção para a prevenção e tratamento da SM (Síndrome Metabólica).

Mas será que qualquer pessoa pode fazer uma aula de HIIT? Há grande polêmica devido a frequência cardíaca ficar entre 85% e a máxima, por quase não haver descanso e pelo alto impacto das atividades. Portanto, o ideal é que haja uma avaliação médica prévia, tanto do ponto de vista cardiovascular quanto do ortopédico,

Antes de sair por ai, realizando qualquer coisa de grande intensidade achando que esta fazendo HIIT, procure se aprofundar nos protocolos de treinamento ou procure um profissional de educação física, para que assim, você possa praticar um treinamento seguro e eficiente. A preocupação com problemas ortopédicos como tendinites, sobrecarga articular, lesões musculares, deve ser prioridade na adoção desta metodologia. O HIIT pode ser adotado desde que sejam respeitados estes critérios, e principalmente o programa seja ajustado individualmente em termos de intensidade, tipos de exercício e sob supervisão de profissional competente

Conheça o Workshop "Emagrecimento e Estética Feminina: Aplicações do HIIT" voltado a Profissionais de Educação Física e Estudantes. Saiba mais clicando aqui!

terça-feira, 6 de novembro de 2018

16:19:00

Emagrecimento e Estética Feminina: Aplicações do HIIT




Workshop voltado a Profissionais de Educação Física e Estudantes

Para Quem é Este Workshop?

Para VOCÊ que é Profissional de Educação Física ou Estudante que Quer Fazer a Diferença no Mercado do Fitness.
Para VOCÊ que Deseja Proporcionar Resultados Mais Rápidos e Mais Eficientes para as suas Alunas
Para VOCÊ que Deseja Sempre Estar Na Frente da Maioria dos Profissionais de Educação Física no Brasil.
Para VOCÊ que quer Economizar Tempo e Dinheiro Estudando no Conforto de sua Casa

Vamos ver os Seguintes pontos Associados ao emagrecimento:

- O HIIT é mais Eficiente que o Treino Contínuo?
- O que é melhor para Redução da Adiposidade total, visceral e subcutânea: HIIT na bike ou na Esteira
- Qual é a melhor intensidade do protocolo >90% ou <90%?
- Quantas vezes na semana devo considerar?
- Modelos de Protocolos eficientes no emagrecimento
- HIIT potencializa os efeitos do treino aeróbico contínuo moderado?
- Modelo de Periodização de 16 Semanas para Mulher com Excesso de peso

Veja TUDO o que você receberá:

- Acesso ilimitado ao Workshop por 1 Ano!
- Todos os Slides em PDF + 10 Artigos Científicos!
- Suporte Completo para tirar suas dúvidas!
- Área Exclusiva de Aluno 24 Horas por Dia!
- 7 dias de Garantia Incondicional!
- Certificado de 06 Horas!

Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

 Visualizar

Informações sobre o Produto:


16:11:00

Biomecânica aplicada ao Treinamento do CORE



Curso 100% online para as pessoas terem a LIBERDADE de aprender na hora que quiser e rever o conteúdo quantas vezes tiver necessidade.

O curso de Biomecânica aplicada ao treinamento do CORE foi criado para o profissional de Educação física que trabalha com atividades como: musculação, treinamento funcional, pilates, crossfit entre outros esteja mais fundamentado nas explicações para seus alunos, dessa forma tendo mais possibilidade de ascensão profissional.



Dessa forma, o curso apresenta um módulo prático com 17 aulas, a qual são apresentados de maneira fácil vários exercícios relacionados ao CORE.

No entanto, se você tiver dificuldade em entender, existe um módulo teórico com 11 aulas, para que em caso de dúvida ou falta de conhecimento de algum conceito, assim, fica possível e fácil consultar.

VÍDEOAULAS (300 MINUTOS)


MÓDULO
FUNDAMENTOS DA BIOMECÂNICA

  1. Conceitos básicos em Biomecânica
  2. Mecânica: Estática e Dinâmica
  3. Dinâmica: Cinética e Cinemática
  4. Cinética
  5. Cinemática
  6. Formas básicas de movimento: Linear e Angular
  7. Teoria da alavanca
  8. Torque
  9. Composição vetorial
  10. Biomecânica Qualitativa
  11. Biomecânica Quantitativa


MÓDULO
BIOMECÂNICA DO TREINAMENTO DO CORE

  1. Rotações
  2. Coluna vertebral - unidade interna: interespinhais
  3. Coluna vertebral - unidade interna: intertransversais
  4. Coluna vertebral - unidade interna: Semiespinal
  5. Coluna vertebral - unidade interna: Multífidos
  6. Coluna vertebral - unidade externa: Eretores da espinha
  7. Coluna vertebral - unidade externa: Quadrado do lombo
  8. Coluna vertebral - unidade externa: Latíssimo do dorso
  9. Abdome: Oblíquo interno do abdome
  10. Abdome: Transverso do abdome
  11. Abdome: Reto do abdome
  12. Abdome: Oblíquo externo do abdome
  13. Iliopsoas unidade interna
  14. Quadril: isquiotibiais
  15. Quadril: Glúteo médio
  16. Quadril: Glúteo máximo
  17. Quadril: adutores

Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

 Visualizar

Informações sobre o Produto:

terça-feira, 30 de outubro de 2018

15:11:00

Pesquisa aponta as tendências fitness para 2019


Quer começar o ano aderindo uma vida fitness? A revista de saúde e bem-estar da ACSM's divulgou o ranking das atividades que serão tendência do mundo fitness para 2019, na edição de novembro - volume 22. As atividades foram determinadas por profissionais de saúde qualificados. Confira:

1) Treino em grupo

Sessões de treinos com mais de cinco pessoas contribuem para motivar e aumentar a eficiência do treinamento. As opções de treinamento em grupo são ciclismo, aulas de dança ou step e aulas de cardio.

2) Treino intervalado de alta intensidade  (HIIT)

O treinamento HIIT consiste provocar a queima de calorias intercalando exercícios de alta intensidade com intervalos curtos entre as séries. Esse treino dura no máximo 45 minutos e tem como principal objetivo a melhora do condicionamento físico. A técnica pode incluir corridas, pedaladas, remo, agachamento, saltos e exercícios de força.

3) Tecnologia Wearable

Os Wearable são os objetos utilizados durante a atividade física para marcar a distância, a frequência cardíaca, o gasto calórico e o tempo de treino. No momento, já é possível encontrar produtos com tecnologia wearable, desde relógios a camisetas com um localizador por satélite (GPS).

4) Treino funcional


Praticar exercícios variados, com movimentos naturais da rotina da pessoa (correr, pular e agachar) em lugares externos continuará sendo tendência. O treino funcional contribui para melhorar a resistência, a flexibilidade, a postura e ainda emagrece.

5) Exercício cura


A técnica Exercise is Medicine consiste em médicos e profissionais da saúde colocarem as atividades físicas no tratamento de doenças.

6) Treino com peso

O treinamento usando o próprio peso corporal já uma realidade. Exercícios como agachamento, flexão de braços, prancha, abdominais e afundo ajudam a trabalhar todos os músculos do corpo e a aumentar a resistência corporal.

7) Profissionais multidisciplinares


Os instrutores que dominam mais de uma técnica de treinamento serão mais cotados pelas redes de academia. Um treino variado aumenta a disposição dos alunos e melhora os resultados. Entre as opções de aulas estão Zumba, CrossFit e BodyPump (coreografias com realizadas com pesos).

8) Meditação

A ioga ajuda a trabalhar o físico e o espiritual da pessoa. Os movimentos exigem força, flexibilidade e fôlego para serem realizados. Além disso, é possível trabalhar a respiração durante os exercícios.

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

10:18:00

7 dicas matadoras para a Hipertrofia Muscular



A hipertrofia muscular é simplesmente uma resposta do organismo aos estímulos de exercícios físicos. Com o aumento da tensão e do esforço gerados no tecido do músculo, há um crescimento da massa muscular. A musculação não é a única forma de proporcionar essa hipertrofia, mas é a alternativa mais eficiente.

Há dois tipos de hipertrofia muscular: a tensional e a metabólica. A hipertrofia tensional acontece quando a prática de exercícios causa lesão nas células musculares. Durante o descanso do corpo, elas se recuperam e aumentam de diâmetro com a síntese das proteínas. Já a hipertrofia metabólica é resultado de um estresse bioquímico causado nessas células, que aumenta a reserva de energia e, consequentemente, o tamanho do tecido. Esse estresse tem origem na aceleração do metabolismo, que por sua vez tem causa em uma exigência maior do corpo pelos exercícios mais intensos.

Veja 7 dicas matadoras para gerar a desejada hipertrofia muscular.

1. Faça um treino intenso: não confunda treino intenso com treino pesado. Você pode estar com um haltere de 2 kg em cada mão e ter um treino intenso; você pode ter uma barra com 50 kg e ainda assim não atingir uma boa intensidade. Não é o peso que importa, mas sim a execução correta do exercício aliada a pequenos intervalos de descanso;

2. Respeite os seus limites: um iniciante não consegue fazer agachamento com vários quilos de cada lado. É importante iniciar aos poucos, testando e entendendo como o seu corpo funciona, de modo a evitar lesões e gerar bons resultados;

3. Varie seus treinos: não importa se você não gosta de treinar costas ou se você adora fazer supino reto. Você precisa treinar todos os grupos musculares e precisa variar a forma como faz isso, ou seu corpo não responderá da forma que deseja;

4. Ajuste sua postura: dores musculares são completamente normais durante e após treinos intensos, no entanto outras dores indicam que algo está errado, e geralmente o erro está na postura. Certifique-se de manter o abdômen firme e contraído durante a execução dos movimentos;

5. Varie sua dieta: comer batata doce e frango é legal, mas a combinação enjoa quando é ingerida diariamente. Para conseguir a desejada hipertrofia muscular, você deve variar a dieta, testando novos pratos e sabores, ou não obterá todos os nutrientes necessários;

6. Concentre-se no movimento: entrou na academia? Esqueça-se dos problemas pessoais e profissionais. Esse é o momento de se concentrar nos movimentos que realiza, tendo plena consciência das fases concêntrica e excêntrica. Sinta seus músculos trabalhando;

7. Descanse adequadamente: o sono deve ser sagrado para quem quer obter hipertrofia muscular. É nesse período que o organismo vai reparar as células que foram lesionadas durante o treino de musculação, levando-as a um aumento de volume.

Obter hipertrofia muscular não é tão difícil quanto parece em um primeiro momento. Entender a fisiologia do corpo humano e dos exercícios que realiza na academia é essencial para ter bons resultados, mas há fatores como dieta e descanso que também não devem ser negligenciados nesse processo.

Conheça o Curso Hipertrofia de A a Z, um curso completo para o Personal Trainer que quer se diferenciar no mercado. É um verdadeiro manual passo a passo que ensina a prescrição de treinamentos de alta eficiência para o ganho de massa muscular.

terça-feira, 23 de outubro de 2018

08:26:00

Movimentos básicos no Treinamento Funcional





Exercícios de treinamento funcional tendem a ativar mais músculos e, portanto, consomem mais energia.

A atividade se baseia nos movimentos naturais do corpo, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar. Por conta da quantidade infinita de exercícios e possibilidades, costuma ser mais motivador que a musculação.

Porém, para realizar os movimentos de forma completa e correta, precisamos conhecer os quatro tipos principais de movimentos básicos:

- Habilidades locomotoras (que movem o corpo de um lugar para o outro: andar, correr, pular)

- Habilidades não-locomotoras ou de estabilidade (que envolvem pouco ou nenhum movimento da base de apoio: virar-se, torcer, balançar, equilibrar-se);

- Habilidades de manipulação (que focam o controle de objetos usando basicamente as mãos e os pés; podem ser propulsores, como arremessar e chutar, ou receptivos, como agarrar);

- Consciência de movimento (que percebe e responde às informações sensoriais necessárias para executar uma tarefa).

Qualquer movimento complexo executado nos esportes ou nas atividades diárias é uma combinação desses movimentos básicos.

Ao contrário dos localizados, os exercícios funcionais solicitam diversos músculos simultaneamente, em cadeias. As seqüências incluem exercícios lentos para promover conscientização do movimento e exercícios mais rápidos e bruscos, onde a instabilidade criada externamente provoca respostas inconscientes ou reflexos.

Conheça esse Curso de PREPARAÇÃO FÍSICA FUNCIONAL, para atender do iniciante ao avançado, em grupos e com certificado de 40 horas. É completo e vai te ajudar muito a atender com Treinamento Funcional. Clique aqui!

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

15:43:00

“Treinamento de Intervalo de Alta Intensidade” (HIIT)




High Intensity Interval Training, ou seja: "Treinamento de Intervalo de Alta Intensidade" (HIIT) é tão eficaz que não precisa ser feito todos os dias. Na verdade, você pode incorporar uma sessão de HIIT em seus exercícios normais sem ter que se desviar demais do seu plano de treinamento.Muitos benefícios serão acumulados para você ao incorporar o HIIT em seu regime de treinamento. Milhares de mulheres fizeram HIIT uma parte de sua vida porque os exercícios são curtos e os resultados são fenomenais. Vejamos por que HIIT é tão eficaz para as mulheres.

Reduz os desejos de comida - Ao contrário do cardio de rotina, seu corpo não terá anseio por carboidratos após uma sessão de treino.

Treina seu coração para trabalhar de forma eficiente - O HIIT é exaustivo e, por ser tão difícil, melhora o déficit cardíaco, o que reduz diretamente os problemas de saúde relacionados ao coração que podem se enraizar em seu corpo.

Melhora o desempenho nos treinos normais. - É muito comum ver muitas mulheres na esteira ou bicicletas estacionárias na academia.

EPOC - O EPOC representa o excesso de consumo de oxigênio pós-exercício.

Não é tedioso - Por último, mas não menos importante, as sessões HIIT dificilmente lhe dão tempo para respirar, muito menos para se perguntar se está com tédio.

Conteúdo Programático

Descubra Por Que HIIT É Eficaz Para As Mulheres Que Lutam Para Perder Peso. 

Já se passaram os dias em que longas e terríveis sessões na esteira ou exercícios de aeróbica sem fim foram consideradas como a única solução para a perda de peso.

Ao longo dos anos, estudos mostraram que as explosões de atividade curtas e intensas são muito mais eficazes para queimar gordura e ficar em forma.
HIIT refere-se a treinamento de intervalo de alta intensidade e se disparou em popularidade à medida que mais e mais pessoas descobrem o quão poderoso é realmente.

HIIT é um protocolo cardiovascular que usa exercícios curtos e extremos para levá-lo a sua zona máxima de frequência cardíaca. Muitos benefícios serão acumulados para você ao incorporar o HIIT em seu regime de treinamento.
Milhares de mulheres fizeram HIIT uma parte de sua vida porque os exercícios são curtos e os resultados são fenomenais.

Vejamos por que HIIT é tão eficaz para as mulheres.

Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

 Visualizar

Informações sobre o Produto:





quinta-feira, 11 de outubro de 2018

15:37:00

Sabendo mais sobre a aula de Step

Resultado de imagem para step fitness

A aula de Step sempre foi uma das atividades mais procuradas das academias porque tem como principal objetivo o condicionamento cardiorrespiratório e também o fortalecimento das pernas e dos glúteos, fazendo com que a procura por essa modalidade de ginástica fosse uma coqueluche há 20 anos.

A modalidade tem algumas características próprias como a altura do step que é de 15 centimetros. A altura ideal para cada aluno é quando, apoiado um pé em cima do step e outro no chão, a perna que está em cima esteja com o joelho em uma flexão de 90° e na altura do quadril.

Uma coisa que não se deve fazer é usar movimentos que desçam de frente do step ou que subam de costas, o primeiro para não lesar os joelhos e o segundo, para evitar quedas. Não escolher músicas com mais de 136 BPMs porque quanto mais rápida é a música, menor a técnica empregada e maior o risco de lesão.

A escolha do set list da aula tem a função de criar sincronia no grupo, parâmetros de qualidade e de quantidade e motivação. É importante que ela tenha a velocidade ideal que permita que os movimentos sejam feitos numa cadência adequada, com amplitude de movimento e que desperte o desejo de se movimentar.

As técnicas são aplicadas de acordo com o público que faz as aulas. Assim, para um público iniciante, o esqueleto e a pirâmide são métodos mais adequados e que podem ser usados também por alunos intermediários e avançados

Publicado em 22/01/15 e revisado em 11/10/18
facebook

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *