Curso online de Musculação do Iniciante ao Avançado

sábado, 13 de abril de 2013

Boxe para as mulheres





Se, no passado, o boxe era um esporte reservado para a ala masculina, na atualidade, os ringues de luta nas academias comprovam que essa história mudou.

Atraídas pelo dinamismo das aulas e pelo alto gasto energético, as mulheres se tornaram adeptas da modalidade e não se intimidam ao treinar entre os lutadores mais experientes.

Alexandro Almeida*, professor de boxe e ex-técnico da seleção brasileira de boxe feminino, conta que as aulas ajudam na manutenção do peso saudável, no fortalecimento da musculatura em geral (incluindo braços, abdome e pernas), atenuação do estresse e controle da agressividade, já que ocorre o golpeamento dos chamados "sacos de pancada".

"As atividades são conduzidas em circuitos individuais e em grupos, sendo que os iniciantes são capazes de acompanhar os demais alunos durante as aulas. A exceção ocorre para orientações de técnicas exigidas nos golpes, como posicionamento de pés e mão, e eventuais restrições envolvendo lesões articulares ou musculares", explica Alexandro. "Nesse caso, o aluno realiza a aula com movimentos limitados para poupar a região debilitada. Uma pessoa com lesão no joelho, por exemplo, não irá pular corda. Outra, com comprometimento no ombro ou punho, não irá treinar nos sacos de pancada".

Além do gasto energético intenso, outra característica que atrai as mulheres para os ringues de boxe é o fato do treino não exigir contato físico ou a realização de combate contra um oponente real. "Essa necessidade ocorre apenas se o objetivo do aluno for aprender a lutar. Se a meta envolve apenas o condicionamento físico e a manutenção do bem-estar, o indivíduo tem a opção de competir ou não".

Dentre os cuidados necessários durante a aula, Alexandro destaca que o aluno precisa manter a atenção na sua segurança, assim como, do possível parceiro. Respeitar seus próprios limites também é fundamental.

Não deixe de realizar a avaliação médica antes de iniciar uma prática esportiva. Lembre-se que alimentação equilibrada e orientação de um educador físico também são essenciais para quem busca praticar esporte de maneira saudável.




Comente:


Nenhum comentário:

facebook