Curso online de Musculação do Iniciante ao Avançado

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

15:59:00

Número de academias no Brasil cresce 29% em quatro anos

Curiosamente, Minas Gerais tem muito mais academias do que o Rio de Janeiro, que é reconhecidamente um estado com pessoas ligadas à aparência  (Zuleika de Souza/CB/D.A Press)

Curiosamente, Minas Gerais tem muito mais academias do que o Rio de Janeiro, que é reconhecidamente um estado com pessoas ligadas à aparência
O boom das academias de ginástica no Brasil, nos últimos anos, tem feito com que o país caminhe para assumir a liderança mundial nos negócios voltados para a prática de atividade física. Atualmente, o país só tem menos empresas nesse segmento que os Estados Unidos e, enquanto a quantidade de empreendimentos americanos é praticamente estável há três anos (cresceu apenas 0,7% de 2009 a 2012), o número no Brasil cresceu nada menos que 29% no mesmo período.

Além disso, o Brasil tem uma proporção per capita de academias de ginástica superior à americana. Nos Estados Unidos existe um estabelecimento para cada 10,5 mil americanos, aqui essa proporção é de uma academia para cada 9,1 mil pessoas. Em números absolutos, os EUA contam atualmente com 29.960 empreendimentos, contra os 21.760 negócios brasileiros.

Por trás desse fenômeno está a preocupação com um corpo saudável e atlético, que alimenta um mercado bilionário. Um diagnóstico sobre o setor feito pelo Sebrae revela que as 21.760 academias brasileiras tem 2,8 milhões de alunos matriculados. O segmento gera aproximadamente 317 mil empregos formais para profissionais de educação física e movimenta cerca de R$ 2,45 bilhões por ano. O crescimento de 29% em três anos representou a criação de 4.948 novos negócios no período.

"Esse desempenho indica que o setor não está tão vulnerável às oscilações da macroeconomia, graças a vários fatores, como a popularização da prática de esportes, a cultura brasileira que valoriza a boa aparência e forma física, o aumento da expectativa de vida da população e a nova composição de classes sócio-econômicas no país", explica Luiz Barretto, presidente nacional do Sebrae.

Apesar desse crescimento, o Brasil ainda ocupa a 10ª posição mundial no que diz respeito à receita das academias, o que aponta para um baixo nível de maturidade na gestão dos empreendimentos. "As micro e pequenas empresas precisam ter foco em produtividade para minimizar custos, aumentar a lucratividade e o nível de competitividade. Além disso, elas devem estar atentas às novas tendências, às inovações do mercado e ao ambiente legal dos negócios para aproveitarem o potencial de crescimento desse setor nos próximos anos", ressalta Barretto.

Um total de 68% (14.805) das empresas desse setor no país estão concentradas em seis estados, sendo três da região Sudeste (São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro), dois da região Sul (Rio Grande do Sul e Paraná) e um da região Nordeste (Bahia). São Paulo é o campeão nacional em número de academias com 6.349 empreendimentos e, na região Sudeste, chama a atenção o fato de Minas Gerais ter um número de empresas maior que o Rio de Janeiro – 2.294 contra 1.969 respectivamente.

(com Agência Sebrae)

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

13:01:00

Definição muscular: 5 modalidades para ajudar o objetivo

http://www.marombapura.blog.br/wp-content/uploads/2011/11/spinning.jpg

Conheça agora algumas modalidades que são ótimas para ajudar você na sua definição muscular:

1) Spinning: aula realizada em cima de uma bicicleta especial nas academias. É como se estivesse participando de uma corrida ao ar livre. Deve ser praticada pelo menos duas vezes na semana onde a prática regular da modalidade oferece resultados após quatro semanas. Em média tem uma queima calórica entre 500 e 700 calorias por hora/aula, sendo basicamente um trabalho aeróbico que ajuda na eliminação de gorduras, fortalecimento dos membros inferiores principalmente e melhora da capacidade cardiorespiratória.

2) Corrida: pode ser praticada tanto ao ar livre como em lugares fechados utilizando assim uma esteira elétrica, é um dos carros chefes em se tratando de queima de calorias. Pode ser realizada em diferentes ritmos e terrenos. Os terrenos irregulares, subidas ou areia fofa exigem muito mais da pessoa que a pratica. Queima em média entre 700 a 800 calorias em uma hora da atividade.

3) Natação: atividade física que pode ser praticada em caráter competitivo ou não sendo um esporte completo pois trabalha o corpo todo. Há quatro estilos para se praticar: nado crawl, peito, costas e borboleta variando a queima calórica de acordo com estilo que se pratica devido ao esforço físico necessário em cada um deles. Em média uma aula com duração de uma hora tem um gasto calórico de 500 calorias.

4) Step: aula onde se utiliza um banquinho com 15 cm de altura para alunos iniciantes. Associa movimentos de sobe e desce juntamente com movimentos de braços, num ritmo estimulado por músicas, sendo uma excelente atividade cardiovascular, fortalecendo os músculos das pernas e dos braços, desenvolve a noção espacial, a coordenação motora, o reflexo e principalmente emagrece. Pode gastar de 300 a 500 calorias dependendo da duração da aula.

5) Jump: aula divertida e relaxante que tem como um dos objetivos principais, além de queimar muitas calorias, a eliminação da celulite. Ela é praticada em cima de um mini trampolim elástico individual, onde não há impacto. Os saltos constantes fortalecem o tecido ósseo combatendo a osteoporose e também ocorre o fortalecimento dos músculos das pernas. Em uma aula com cerca de 45 minutos de duração há uma queima de aproximadamente 500 calorias.

Independentemente da modalidade que escolher, procure sempre academias com profissionais capacitados para que possa receber a orientação correta, somente assim poderá praticar seus exercícios físicos com qualidade e segurança.

facebook