Curso online de Musculação do Iniciante ao Avançado

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

08:56:00

Ciclismo pode funcionar como ginástica localizada

 

Entre os benefícios do ciclismo, estão a praticidade, o custo (após o investimento inicial), a diversão e, principalmente, a saúde. Andar de bicicleta ajuda o organismo e o coração, mantendo longe doenças crônicas como obesidade, colesterol alto e hipertensão.

O ciclismo é uma excelente atividade aeróbica, afinal trabalha movimentos repetidos e constantes e, assim, equilibra a pressão e os níveis de triglicérides e gera perda de peso. Também se trata de boa atividade muscular, pois trabalha com intensidade um grande grupo de músculos do nosso corpo (principalmente as pernas, mas os braços, tórax e dorso também, para garantir equilíbrio).

As diferentes situações de terreno, como declives, trazem variações interessantes, que exigem partes diferentes da musculatura. Devem ser colocados na balança também os benefícios emocionais: o ciclismo melhora o equilíbrio e a confiança, relaxa, combate o estresse e melhora o humor de quem o pratica. Isso tudo com uma grande vantagem em relação a muitos esportes do cotidiano: a atividade não tem impacto, ou seja, a probabilidade de lesões é bem menor. Como se diz, andar de bicicleta é uma coisa que não se esquece. Então, se você não consegue se adaptar ao ambiente enclausurado de uma academia, pense em resgatar esse hábito que você não pratica desde a infância. Se a sua cidade não possui ciclovias ou ruas seguras, procure um parque. Se praticado sem exageros, não há restrições – todo mundo pode aderir.

Cuidados ao ingressar no ciclismo

Se você sabe que não está bem condicionado fisicamente e passou por um longo período de sedentarismo, convém procurar uma avaliação médica – inclusive cardiológica - antes de começar a praticar o ciclismo. Assim, você pode ter uma orientação de volume e intensidade de exercícios que você pode praticar sem exagerar. O ideal ainda é definir isso com o auxílio de um profissional de educação física. No caso de você pedalar por mais de uma hora, é indicado, no meio do trajeto, ingerir algum alimento que contém carboidrato, como barra de cereal ou sachê especial para atletas, que pode ser facilmente ingerido. Isso porque sua demanda energética será intensa.

Tendo em mente esses cuidados, agora você precisa atentar para a ergonomia – exercitando-se na postura correta – e segurança, certificando-se de que tem todos os equipamentos necessários. O guidão da bicicleta deve ficar na altura da cintura. Se ele ficar muito baixo e muito afastado do seu corpo, há sobrecarga nos braços, ombros e coluna vertebral. Preste muita atenção nisso, pois nas primeiras voltas isso pode não lhe incomodar ou você pode se acostumar, mas a repetição dos movimentos em uma postura inadequada pode ter implicações sérias, ocasionando dores crônicas concentradas em determinados locais, o que pode ser muito desagradável.

Por fim, depois de se certificar que a sua bicicleta está em dia, com todos os ajustes necessários – que proporcionam uma postura correta e não exigem esforço físico em demasia – equipe-a adequadamente. Os itens indispensáveis são o capacete; sinalização noturna traseira, dianteira, lateral e nos pedais; espelho retrovisor (no lado esquerdo é obrigatório); e campainha. Se você for pedalar em uma via pública, não se envergonhe em usar tantos apetrechos de segurança quanto achar necessário, como joelheiras, cotoveleiras, luvas, roupas especiais, etc.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

08:32:00

5 motivos para começar a fazer Pilates



Imagine um enfermeiro preocupado em reabilitar pacientes feridos em um hospital para combatentes da I Guerra Mundial. Usando a imaginação, e com o auxílio de camas hospitalares, Joseph Pilates, idealizou um programa de exercícios capazes de alongar e flexibilizar o corpo. Passado quase um século desse evento, o método Pilates hoje é considerado uma prática corporal capaz de promover equilíbrio físico e mental, pois tem como base a respiração, o controle, a concentração, a precisão e a fluidez. Os benefícios são o alinhamento da postura, maior equilíbrio e coordenação, redução do estresse, alívio de dores crônicas, fortalecimento e flexibilidade dos músculos, entre outros.

5 motivos para começar a fazer Pilates

1. Maior conhecimento do próprio corpo: os exercícios requerem atenção em cada movimento, e região corporal. A consequência é a percepção de si.
2. Aprimoramento da qualidade respiratória: respiração correta, controlada e coordenada estimulam a resistência pulmonar. Para quem vive em meio a poluição, essas práticas ajudam a previnir doenças respiratórias em geral.
3. Fortalecimento e alongamento simultâneo: o método fortalece os músculos, o que promove a melhora dos desalinhamentos físicos. O corpo se torna funcional e passa a realizar as tarefas diárias com menor gasto energético.
4. Diminuição do estresse e aumento da atenção: a concentração na execução de cada movimento, aos comandos do instrutor e ao tempo de cada prática, leva à chamada automatização - a série de exercícios passa a ser feita de forma natural e sem compensações, garantia de relaxamento. O todo passa a integrar a vida do praticante, que alcança perfeito equilíbrio entre mente, corpo e espírito.
5. Prática variada: o método tem mais de 500 exercícios em sete aparelhos diferentes, além das práticas de solo (Mat), o que permite execuções diferenciadas para cada nível existente na prática.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

13:26:00

Trabalhar o core não é só abdominal na academia

http://dicasdemusculacao.org/wp-content/uploads/musculos-do-core.jpg
O Core consiste em muitos diferentes músculos que agem de forma simultânea e equilibrada para estabilizar a coluna, pelve e dorso, proporcionando movimentos mais consistentes e precisos das extremidades (braços e pernas). O core é um "cinturão de músculos", a estrutura, que fica na linha da coluna lombar/ao redor do tronco, é composta por 29 músculos que dão suporte e estabilidade ao adbômen, pélvis e bacia, sendo que os principais são: os abdominais, os lombares, os oblíquos e os glúteos.
 
Os programas de treinamento do CORE (core training) são feitos de forma a atingir todos os grupos musculares de coluna, tronco e pelve para ser efetivo e funcionam controlando movimentos, transferindo energia, transferir peso e deslocamento em qualquer direção.

Trabalhar o core é muito mais do que fazer abdominais na academia. O que trabalhamos na musculação são apenas os músculos superficiais (reto e oblíquo abdominal). O core vai além, em camadas muito mais profundas que a maioria dos exercícios não chega a realmente ativar. Por isso tanta gente se machuca na academia, reclama de dores nas costas (principalmente lombar), hérnias de disco e muito mais

Um CORE fortalecido distribui melhor o estresse das transferências de peso e protegem a coluna.

Vou te apresentar um breve guia ilustrado. Nele, você irá encontrar mais de 150 exercícios para para proteger seu Core, de todas as formas, tronco, costas, abdômen e peitoral,Membros Superiores e Inferiores, reforçando e protegendo peitoral, tríceps, bíceps, coxas, adutores, abdutores panturrilhas joelhos, quadris e tornozelos. Este guia é parte integrada dos demais volumes Exercícios e Fisioterapia, onde você encontrará exercícios para, com diversos implementos como: Faixa Elástica, bola, Foam Roller e Peso do Corpo. Além das instruções detalhadas, você encontrará links para vídeos demonstrativos de todos os vídeos.




É uma ótima oportunidade de ter exercícios fundamentais para ajudar no trabalho do CORE!

terça-feira, 1 de novembro de 2016

14:13:00

5 dicas para potencializar sua aula de Spinning



Eu adoro fazer spinning. E confesso que ele me ajudou bastante quando tiver que perder peso. É uma atividade relativamente simples, onde nao se exige coordenação motora (basta sentar e pedalar). A aula de spinning é uma exterminadora de calorias.

Além de emagrecer e melhorar o fôlego, enrijece pernas e bumbum. E o abdômen também se fortalece para sustentar o corpo na postura correta. Durante a aula, os alunos simulam percursos: encaram montanhas imaginárias, dão um gás nas retas e despencam morro abaixo. A malhação é pesada, mas há truques que podem ajudá-la a chegar inteira até o final da trilha.

Separei 5 coisas que vão te ajudar nas aulas de spinning. São atitudes simples, mas muito eficientes, que vão melhorar a performance e proporcionar mais segurança durante uma sessão de spinning .

1. Usar frequencímetro

Esse aparelho serve para monitorar a frequência cardíaca durante a atividade física. “Assim, fica mais fácil queimar gordura, porque o equipamento mostra se você está abaixo ou acima da chamada zona alvo, deixando o treino eficaz. Algumas mulheres fazem spinning com o objetivo de emagrecer e não conseguem perder peso porque pedalam numa frequência muito baixa, não conseguindo atingir a zona de treinamento para queimar gordura.

2. Calçar sapatilha

A bicicleta de spinning tem um firma-pé para prender o tênis, mas usar uma sapatilha especial, a mesma utilizada por ciclistas profissionais (à venda em lojas de artigos esportivos), pode melhorar – e muito! – a sua performance. Esse calçado tem solado duro, o que garante a transferência da força da perna direto para o pedal, sem desperdício de energia. Se você fizer a aula usando um tênis, que tem a sola mais macia, a tendência é forçar o arco do pé. Isso pode causar desconforto ou até uma inflamação”.

3. Respeitar o cronograma das aulas

Periodização é como os professores chamam a programação das aulas. Há sessões de montanha, em que você faz bastante força para trabalhar os músculos das pernas; as chamadas endurance, que priorizam a perda de gordura; e os treinos intervalados, para ganhar fôlego e melhorar o condicionamento físico. Ou seja: as aulas não são sempre as mesmas. Por isso, dá para pedalar todos os dias em intensidades diferentes.

4. Utilizar banco de gel ou bermuda acolchoada

Como você pedala sentada em vários momentos da aula, o bumbum costuma doer. Afinal, o banco da bike de spinning é bem estreito. Uma capinha de gel que encaixa no banco ou uma bermuda com proteção extra no bumbum são dois recursos que proporcionam mais conforto durante as pedaladas. Muitas vezes, a aluna desiste não pelo exercício em si, mas pelo incômodo. Com esses acessórios, você consegue pedalar por mais tempo.

5. Hidratar o organismo

Uma garrafinha com água ou isotônico vai ajudá-la a manter um bom rendimento. “O isotônico, além de evitar a desidratação, tem sais minerais e carboidratos, que auxiliam na reposição de energia, evitando a fadiga. Mas lembre que a bebida é calórica e quem quer perder peso não deve abusar”, revela Carlos Simeão Júnior, especialista em nutrição da Body Systems. Algumas alunas tomam gel de carboidrato. O ideal é diluí-lo em água, porque a alta concentração pode levar a uma absorção mais lenta do nutriente e aí você não tem qualquer benefício.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

09:20:00

Saiba mais sobre o Power Yoga




Diferentemente do Yoga, o Power Yoga trabalha as posições básicas tradicional da prática, mas, também são usados elementos extras para os movimentos, o que acaba gerando um calor corporal. Com isso, é possível manter os músculos aquecidos, permitindo um maior alongamento e flexibilidade. A respiração consciente é constante durante todos os movimentos, promovendo energia e disposição.

O Power Yoga é indicado para as pessoas que procuram uma alternativa de conciliar o trabalho do corpo e da mente ao mesmo tempo. Não é contra-indicações para a prática, desde que a pessoas esteja em boas condições ou que tenha sido indicado por algum médico.

Principais efeitos do Power Yoga:

Desenvolve o tônus muscular, fortalecendo todo o corpo.
· Alonga os músculos, devolvendo agilidade aos movimentos.
· Amplia a capacidade pulmonar.
· Harmoniza o sistema endócrino.
· Aprimora o alinhamento postural.
· Melhora a circulação sangüínea.
· Aumenta a resistência física, o equilíbrio, e a consciência corporal.
· Reduz o estresse.
· Melhora a concentração, o raciocínio e a criatividade.
· Traz equilíbrio mental e serenidade emocional.

Sequência

Comece com o Surya Namaskar B (Saudação ao Sol). Fique em Tadasana (Postura da Montanha). Inspire, dobre os joelhos, levantando os braços e olhe para as mãos, ficando em Utkatanasa (Postura Poderosa). Expire, desça seus braços bem abertos para o lado e mova o queixo em direção às canelas em Uttanasana (Postura do Alongamento Intenso). Passe para Ardha Uttanasana (Meia Postura do Alongamento Intenso), inspirando e arqueando o tronco em uma leve retroflexão com os braços estendidos e a cabeça olhando para frente. Expire e coloque as duas pernas para trás em Chaturanga Dandasana (Postura dos Quatro Apoios). Faça o Adho Mukha Svanasana (Postura do Cachorro Olhando para Baixo), inspirando e estendendo os braços para levar o tronco para cima. Olhe para o teto. Vá para Adho Muka Svanasana (Postura do Cachorro Olhando para Baixo), elevando o quadril, levando a cabeça para baixo para formar um triângulo com o corpo.

Passe para o Virabhadrasana II (Posição do Guerreiro II). Leve a perna esquerda para trás, com cerca de quatro palmos de distância entre os pés. Flexione o joelho direito até que fique em cima do calcanhar e desça os quadris para que fique na mesma linha do joelho direito. A cabeça deve ser puxada para o teto e os braços afastados na linha dos ombros.

Em seguida, faça a seqüência de Vinyasa. Partindo do guerreiro, leve as mãos ao chão e a perna direita para trás. Ficando na posição de prancha (Chaturanga Dandasana) e mantenha os cotovelos colados ao corpo. Role os dedos, apoiando o dorso dos pés no chão. Estenda os braços, elevando o centro do peito para cima, com os joelhos estendidos e fora do solo. Desta posição, erga os quadris para o alto, alongando a coluna (Adho Mukha Svasana). Volte para a Posição do Guerreiro, agora com a perna esquerda na frente. Repita a seqüência para o outro lado.

terça-feira, 4 de outubro de 2016

13:28:00

A escalada na Academia



É o delicioso gostinho de vitória pessoal em testar e superar os próprios limites que tem levado centenas de mulheres a praticar esportes radicais.

De olho nesse filão que só cresce, muitas academias trataram rapidinho de adaptar para seu espaço várias modalidades outdoor.

As praticantes amaram e quem nunca experimentou, provavelmente já ficou tentada a provar. Tudo bem que não é superanimador trocar lugares exóticos e de natureza exuberante por quatro paredes, mas acredite, essa mudança tem lá suas vantagens.

Ar condicionado e ausência de insetos, barro e galhos – ótimos para enroscar e rasgar roupas – são algumas delas. Porém, o maior benefício de todos é, sem dúvida, não ser obrigada a viajar ou ter que esperar o fim de semana chegar para radicalizar e ficar sarada. O corpo seca e endurece geral, graças ao esforço exigido nestas atividades que queimam muitas calorias e trabalham forte a musculatura. E é justamente para você ficar de bem com suas curvas e ainda experimentar algo diferente e carregado de adrenalina, que selecionamos as cinco opções mais procuradas. Confira.

A escalada é a principal atividade. Suportar o peso do corpo na ponta dos dedos das mãos e dos pés para fazer uma subida íngreme, longa e que parece não chegar nunca ao topo de uma rocha, ops!, de uma parede de concreto especial. Assim é a versão do esporte para a academia que, como dá para notar, é bastante parecida com a realizada ao ar livre. A escalada indoor pode durar até duas horas, por isso os membros superiores e os inferiores são exigidos ao máximo. A mente também é exercitada porque ensinamos como utilizar as cordas, encaixar os ganchos e manejar os freios, entre outros procedimentos de segurança.

Vale a pena investir porque você sua muuuito e detona nada menos do que 900 calorias por aula – bom demais, não? Tem mais: a lombar é fortalecida e as costas, os braços, as pernas e o abdômen ficam duríssimos e bem desenhados.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

09:08:00

O bom preparo do professor de Musculação

http://boaformaesaude.com.br/wp-content/uploads/2016/09/mitos-verdades-musculacao.jpg

A musculação é uma das áreas mais estudadas da educação física. A cada dia, sai uma pesquisa nova sobre uma forma de ganhar massa muscular, perder gordura, gastar mais calorias, modalidades baseadas nos princípios da musculação, de fisiologia muscular.

A musculação pode ter muitas aplicações: preparação de atletas e esportistas em geral (que invariavelmente necessitam de massa muscular), modelagem do corpo tanto do homem quanto da mulher, reabilitação, e desenvolvimento de aptidão física. A competição em musculação caracteriza o culturismo (fisiculturismo em espanhol e body-building em inglês), uma modalidade desportiva solidamente estruturada internacionalmente.

Como a presença da musculação é enorme na vida do profissional que trabalha na academia, é preciso ele ter conteúdo atualizado para estudo. O Cd de Musculação dos Cds Universitários traz uma gama de artigos e matérias sobre musculação em academia, treinamento desportivo dentre outros.

O treinamento com pesos deve ser considerado a forma ideal e padrão de preparação física para todas as pessoas. Pelas suas qualidades, atende com segurança e eficiência às necessidades de condicionamento físico mesmo das pessoas mais debilitadas. Portanto, deveria ser uma tendência o crescimento da Musculação e o bom preparo do profissional é fundamental para isso.

Ate a próxima!

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

15:35:00

Segredos ocultos revelados sobre Hipertrofia

Hipertrofia - Segredos ocultos revelados

Um conhecimento surpreendente à sua disposição

Estes grandes segredos estão à sua disposição, a apenas um clique de distância. Você se surpreenderá com o que esse material tem a lhe revelar.

Você encontrará neste material as chaves que revelam os segredos da hipertrofia muscular. O seu corpo está preparado para ganhar massa muscular, mas você precisa saber como ativar corretamente o processo. Para isso, o primeiro passo é compreender os segredos ocultos. Eles revelarão a você algo surpreendente.

É fundamental, sobretudo, ter a consciência de que você está indo à academia e pode não estar treinando, está se alimentando e pode não estar se nutrindo. Em outras palavras, você está buscando a hipertrofia muscular e pode não a estar alcançando. Ou pode estar alcançando resultados abaixo do que poderia se tivesse acesso a esses segredos que foram escondidos de você por muito tempo. Esse muito tempo, porém, termina aqui.

Hipertrofia – Segredos ocultos revelados é um eBook em PDF, um material 100% digital e não disponível em formato impresso, assim como seu bônus, em áudio, formato MP3, disponível apenas em arquivo digital.

Prepare-se para alterar profundamente a sua forma de compreender o ganho de massa muscular.

CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS SOBRE ESSE PRODUTO!

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

14:56:00

Treino funcional para fortalecer a musculatura



Ter músculos mais fortes é o que busca grande parte das pessoas que decidem praticar uma atividade física. É através do fortalecimento muscular que se garante um corpo mais definido, melhora o condicionamento físico e dá mais resistência a ossos e articulações, evitando lesões.  E o treino funcional é uma forma de obter todos esses resultados. Esse tipo de treino é formado por séries que usam movimentos que realizamos no dia a dia, como agachar, empurrar, puxar e girar, porém eles são potencializados com o uso de alguns acessórios, como bolas, pranchas e bastões.

O treino funcional exercita toda a cadeia muscular e é mais atrativo do que outros exercícios devido a sua dinâmica. Ele possibilita realizar um treino diferente a cada dia, fazendo com que o aluno fortaleça a musculatura sem perceber.

 Outra característica dessa modalidade é que as séries são adaptadas conforme a necessidade e limite de cada aluno, levando a uma evolução gradativa. Além da musculatura o aluno de treino funcional desenvolve a coordenação motora, ele tem mais flexibilidade, agilidade, melhor equilíbrio e disposição cardiorrespiratória.


A postura da prancha lateral tonifica o abdômen e coluna vertebral, fortalecendo o core e garantindo uma melhor postura.

Como praticar a postura:

1. Deite-se de bruços com as pernas estendidas e os pés unidos. Apóie o corpo nas mãos e pés, como se fosse fazer flexão de braços.

2. Gire o corpo para a direita, deixando o peso sobre o braço esquerdo. Alinhe punho, braço e ombro. Posicione a perna direita sobre a perna esquerda.

3. Estenda o braço direito para cima, perpendicular ao solo e vire a palma da mão para a frente.

4. Permaneça por três a cinco respirações. Retorne à posição inicial e repita para o outro lado.

Alguns cuidados devem ser tomados nesta atividade. Se o exercício estiver muito difícil, além de não gerar melhora do controle motor, pode oferecer risco de queda ou prejuízo muscular e articular.

Além disso, como qualquer outro tipo de treinamento, a evolução deve ser progressiva, respeitando sempre os limites individuais.

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

08:37:00

Diferença entre Instrutor de Musculação e Personal Trainer


http://www.esporteaguaecia.com.br/img_site/novidades/g/a-importancia-da-orientacao-do-professor-na-sala-de-musculacao_imagem_42201585527.jpg

Para quem frequenta academia, sabe que há a diferença entre o professor de musculação e o personal trainer.  Porém há pessoas que não sabem. Geralmente, a formação acadêmica é a mesma, com formação em Educação Física. A diferença real é que o Personal é um profissional pago para dar atenção exclusiva a um aluno, enquanto o instrutor de musculação é um profissional disponibilizado pela academia para instruir e auxiliar todos os alunos.

VANTAGENS EM TER UM PERSONAL:

Você tem um professor só pra você.
Você tem um compromisso com o profissional, assim é mais difícil faltar.

DESVANTAGENS EM TER UM PERSONAL:

É um serviço mais caro porque além de você pagar a academia, paga o personal.
Muita gente acaba dependente do profissional e acaba limitando as atividades.


VANTAGENS EM SER ORIENTADO PELO PROF. MUSCULAÇÃO:

Você tem possibilidades de sempre ter contatos com professores, que mesmo seguindo um mesmo padrão imposto pela academia para manter a qualidade de serviço, sempre terá uma dica diferente de cada professor, de acordo com que você vai tendo contato com eles.
Mesmo com a academia cheia, os professores estão sempre disponíveis para tirar as dúvidas, é só abordá-los. Lembre-se o professor não tem bola de cristal pra saber se você está precisando dele ou não, você é um aluno dentre os trinta. ele, dentre os trinta alunos é apenas um professor.
É mais barato, já esta incluso a orientação do professor na mensalidade.

DESVANTAGENS  EM SER ORIENTADO PELO PROF. MUSCULAÇÃO:

Geralmente, você tem que aprender os exercícios novos toda vez que muda sua ficha. Pela nossa experiência, as pessoas ficam um pouco perdidas nos novos treinos nas primeira 2 ou 3 semanas.Depois a coisa vai tranquila.
Você não tem um professor só pra você. Tem que saber dividir a atenção dele com os outros alunos.

Bom só pra finalizar, seu professor de musculação ou seu personal é apenas a ponta da bússola, ou seja, serve pra te indicar o caminho do sucesso pra melhorar a sua saúde e sua estética.

Porém,  quem vai pagar o preço e fazer  a coisa toda acontecer é somente uma pessoa: VOCÊ.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

17:08:00

Dicas para deixar a barriga chapada e lisinha

Ir à academia queimar as gordurinhas para o verão parece não ser uma tarefa complicada. Para perder barriga basta fazer abdominais, certo? Errado. Antes, é preciso acabar com a camada de gordura que se acumulou na parte abdominal, chamada gordura central. O abdominal busca o fortalecimento e a tonificação dos músculos, e não queimar calorias. Quem começa a fazer esse exercício buscando perder peso, está perdendo tempo. Para ficar com os músculos da barriga definidos e aparentes, é preciso primeiro perder a camada de gordura acumulada na região da barriga.

Curso online de Treinamento Abdominal

Algumas atitudes aliadas à malhação podem ajudá-la a detonar de vez o "efeito pochete" e conquistar uma barriga negativa! Adote-as já!

1. Abasteça a sua geladeira com proteínas magras. Pesquisas mostram que um cardápio rico nesse nutriente ajuda a queimar a gordura abdominal.

2
. À noite, pegue leve nas garfadas. Afinal, nesse período, o organismo entra em fase de repouso e você queima menos calorias. Você não quer que elas acabem ao redor da sua cintura, não é mesmo?

3.
Nada de petiscar enquanto bebe um drinque. É que o seu corpo vai se mobilizar para queimar as calorias do álcool, e as da comida, já sabe: vão virar reserva de gordura.

4.
Atente-se aos rótulos, especialmente aos índices de gordura trans e saturada e sódio. As primeiras estufam a barriga, e o mineral, se consumido em excesso, pode causar inchaço.

5.
Relaaaxe! O hormônio cortisol, liberado nas situações de estresse, aumenta o apetite e faz que a gordura se acumule no abdome.

Veja agora alguns exemplos de exercicios para treinamento abdominal:

Abdominal oblíquo - foto: Getty Images

Abdominal invertido - foto: Getty Images

Abdominal com braço estendido - foto: Getty Images


quarta-feira, 1 de junho de 2016

09:05:00

6 passos para malhar na gravidez

http://www.snqc.org/wp-content/uploads/2015/11/malhar-gravida-faz-mal.jpg

Durante a gestação é muito importante que a futura mamãe cuide da saúde para garantir uma boa gravidez e assegurar que o bebê seja saudável também. Mas muitas gestantes não sabem que podem realizar atividades físicas durante o período de nove meses. Veja algumas dicas para que as mamães possam manter os exercícios em dia, sem afetar a saúde da gestante e do bebê.

1. Os exercícios
Assim como uma dieta, os exercícios são indicados de acordo com cada corpo e necessidades individuais. Os treinos das mulheres grávidas estão longe de ser uma adaptação de atividades normais com a carga reduzida. Eles têm que ser controlados, sem impacto e que visa o aumento do tônus das musculaturas afetadas na gravidez e no parto, como assoalho pélvico, costas e abdômen

2. Os benefícios
Manter o corpo ativo ajuda ainda a amenizar os desconfortos que a gravidez naturalmente traz como dor nas costas e inchaço, é importantíssimo para lidar melhor com a onda de hormônios e controla o surgimento de doenças próprias da gestação como a diabetes gestacional e a hipertensão. Melhora também a autoestima e a qualidade do sono, aumenta a sensação de bem-estar e atua efetivamente no controle do ganho de peso. Praticar exercícios durante o período gestacional prepara o corpo para o momento do parto, principalmente em casos de parto normal, auxiliando na elasticidade, bem como o processo pós-nascimento do bebê.

3. Cuidando do futuro do bebê
Diversos estudos comprovam que os benefícios da atividade regular da mãe chegam ao feto. Dentre eles o aumento de oxigenação e a melhora do fluxo de sangue que ajudam na melhor formação dos órgãos. Há ainda menores chances de gerar um filho obeso e com diabetes.

4. Atenção aos limites!
Tudo que é feito com exagero, dá errado. Na malhação não é diferente. A profissional explica que é preciso manter um cuidado redobrado no período da gestação. Durante a gravidez, o corpo produz um hormônio chamado relaxina. Ele deixa os ligamentos mais frouxos e a chance de torcer pés, tornozelos e punhos aumentam bastante. Além do desconforto da dor e da demora na recuperação, a queda pode machucar a barriga. Em segundo lugar, praticar a respiração de maneira correta. Ficar ofegante é ruim para a saúde do bebê. O mesmo raciocínio se aplica à frequência cardíaca, que não deve passar de 140 batimentos por minuto, segundo a profissional.

5. Frequência de exercícios
Segundo os especialistas, as gestantes podem se exercitar diariamente por, no mínimo, 30 minutos a partir do começo da gravidez, até o dia do parto. A intensidade e o tipo de movimentos deve ser adequado para cada mãe, mas alguns cuidados servem para todas. Os abdominais convencionais de academia, por exemplo, são abolidos porque aumentam a pressão na região e podem desencadear um trabalho de parto prematuro. No lugar, entram esforços adaptados.

6. O que pode e o que não pode?
Apesar da natação, pilates e caminhada serem as mais populares e recomendadas, as futuras mães estão liberadas para quase todas as modalidades, desde que sejam recomendadas pelo obstetra. Musculação, alongamentos, ioga, ginástica funcional e exercícios aeróbicos são todos bem-vindos. No entanto, algumas atividades como vôlei e futebol, lutas em geral, surfe, stand up paddle, ciclismo, escalada ou qualquer outro que tenha risco de queda são estritamente proibidas.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

16:41:00

Sete maneiras de definir a barriga sem abdominais

 

A competição é acirrada: de um lado, a vontade em conseguir o abdômen definido. Do outro, a preguiça em encarar o abominável sobe e desce dos abdominais. Entre um e outro, ficam você e a culpa por não dar um fim nessa situação. Mas existem outras maneiras de definir o abdômen, ganhando tônus e alcançando a hipertrofia dos músculos. É importante ressaltar que não existe um único exercício capaz de realizar esse objetivo. Para tonificar o abdômen, é importante conciliar exercícios de fortalecimento com sessões de treinamentos aeróbios, para diminuir a porcentagem de gordura. Além disso, é preciso trabalhar o fortalecimento e o alongamento dos músculos que mantém a postura equilibrada.

Controle da respiração

mulher respirando fundo - Foto: Getty Images

O controle da respiração durante a realização de outros exercícios físicos tem como principal objetivo a estabilização do movimento. Por isso, a respiração em si não traz modificações na estética e no fortalecimento da parede abdominal. No entanto, para um indivíduo destreinado, esse estímulo pode ser suficiente para obter pequenas melhorias nesses músculos, como a diminuição da flacidez.

Caminhada e corrida

mulher caminhando - Foto: Getty Images

Os dois exercícios são excelentes aliados na definição dos músculos abdominais. Para conquistar a definição muscular desejada, três fatores são de extrema importância:

- hipertrofia dos músculos abdominais
-diminuição da porcentagem de gordura
-boa postura

A corrida e a caminhada são excelentes aliadas na diminuição da porcentagem de gordura, porque queimam calorias. 

Boa postura

mulher sentada alinhando a postura - Foto: Getty Images

Ela é fundamental para eliminar a barriga. A postura inadequada pode ocorrer por um desequilíbrio muscular, evidenciado pela fraqueza da parede abdominal e pelo encurtamento da musculatura vertebral lombar e flexores do quadril. Associado a esse quadro, observa-se aumento da lordose lombar, causa frequente de quadros de lombalgia. Por isso, o fortalecimento e o alongamento das musculaturas favorecem a manutenção ou a melhora do alinhamento postural. 

Aulas de yoga

mulher fazendo yoga - Foto: Getty Images

As aulas de yoga podem ajudar na definição do abdômen. Além das técnicas respiratórias que promovem o trabalho dos músculos abdominais profundos, inúmeras posições da prática solicitam fortemente o trabalho abdominal para a estabilização dos movimentos, contribuindo para o fortalecimento da parede abdominal. 

Pilates

mulher fazendo pilates - Foto: Getty Images

Os exercícios praticados no Pilates são excelentes aliados na definição da região. Em todos eles, o principio básico é a ativação dos músculos profundos do abdômen, promovendo a correta respiração, a estabilização do centro de equilíbrio e a melhora postural. Além disso, o trabalho dos músculos superficiais do abdômen é extremamente solicitado na execução de inúmeros movimentos, contribuindo para a melhora da definição muscular.  

Aulas de spinning

Aula de spinning  - Foto: Getty Images

As aulas de spinning podem favorecer o abdômen por auxiliarem na manutenção da composição corporal ou na diminuição da porcentagem de gordura. Assim como a corrida e a caminhada, trata-se de uma atividade aeróbia e que, por isso, ajuda na queima de gordura. Mas, por causa da posição sentada, é importante observar a postura e trabalhar, em conjunto, exercícios para melhorar o equilíbrio postural. 

Alongamento

homem alongando no parque - Foto: Getty Images

Apesar de não atuar de forma significativa na diminuição da porcentagem de gordura ou no fortalecimento abdominal, as aulas de alongamento podem auxiliar na melhora da definição muscular. Isso porque esses movimentos promovem o equilíbrio postural, fator extremamente importante também para a estética. 

Tonificação ou hipertrofia?

aula de abdominal - Foto: Getty Images

A diferença entre o trabalho de tonificação e hipertrofia muscular não está na modificação dos exercícios, e sim na intensidade e volume de trabalho a ser realizado. Para priorizar a hipertrofia, a carga (intensidade) de trabalho deverá ser maior, portanto o volume (repetições) total diminui. Em trabalhos de tonificação muscular, o volume total de trabalho é aumentado, portanto a carga de trabalho fica diminuída (em relação a um treinamento para hipertrofia). Vale lembrar que, para qualquer um dos objetivos, as últimas repetições devem ser realizadas com dificuldade. 

quinta-feira, 7 de abril de 2016

08:13:00

Sessão de pilates pode gastar 450 calorias






Método que promove o condicionamento físico, o fortalecimento e o alongamento corporal, o pilates também pode ser um importante aliado na perda de peso. Segundo Eliane Coutinho, membro da Pilates Method Alliance (PMA) nos Estados Unidos, o programa de resistência de força, realizado com cargas leves e repetições, diminui o percentual de gordura no tecido adiposo e deixa o organismo em constante processo de “queima”.




Como emagrecer com pilates

Os exercícios de pilates queimam calorias, tonificam, modelam o corpo e podem ajudar a alcançar uma barriga chapada. De acordo com a especialista, os exercícios aeróbicos promovem um consumo maior de oxigênio nas células musculares. Por isso os exercícios de pilates no solo são os que melhor se enquadram na modalidade de emagrecimento.

Um treino básico para iniciantes realizada com intensidade baixa ou moderada queima cerca de 240 calorias por hora. De acordo com a intensidade com que o aluno realiza os exercícios o gasto calórico pode chegar a 450 calorias.

Para perder peso é preciso fazer os exercícios quatro vezes por semana durante 45 a 60 minutos. Após 30 aulas a pessoa já sente uma mudança visível no corpo, inclusive uma melhora na postura.

terça-feira, 29 de março de 2016

09:12:00

Hidrojump queimando calorias

Exercícios na água: Jump.

A água oferece oito vezes mais resistência que o ar, dessa forma a pressão que existe dentro da água que é chamada de pressão hidrostática ela afeta os órgãos internos do corpo, assim como superfície, ou pele, ajuda a diminuir o inchaço e a pressão, especialmente das pernas, fazendo uma drenagem linfática, ajudando na celulite.

 As aulas de hidro jump são feitas na piscina em cima de um trampolim onde você irá pular muito e com isso melhorar o seu condicionamento físico, você fará movimentos intensos na qual irá ajudar a  modelar as curvas do seu corpo. Você vai trabalhar o equilíbrio e também a coordenação motora, com uma musica eletrônica muito agitada na qual vai te deixar animado para se exercitar sem preguiça, seu treinador vai fazer os movimentos na qual você deve repeti-los, porém dentro d'agua.

Dvd de Hidrojump

Você fará muita força para baixo lutando contra a pressão que sempre vai te jogar para cima, lembrando que a resistência da água é 14 vezes maior que o ar com  isso você acaba queimando com excelência a gordura localizada. Nas aulas você vai usar halteres, luvas e colete flutuador além do trampolim, outro detalhe importante é a forma na qual você  respira nesta  modalidade é necessário usar o diafragma deixando sua barriga estufar na hora de respirar.

Assim como a hidroginástica, ele queima muitas calorias em pouco tempo de treino e com isso você perde as gorduras  localizadas como pneuzinhos e culotes, melhora o sistema cardiovascular e respiratório, aumenta a capacidade de equilíbrio e de coordenação motora. Melhora a circulação sanguínea combatendo inchaços e dores no corpo.

Acelera o metabolismo e ajuda a acabar com as gorduras que causam a celulite, ou seja, você já pode começar a disser adeus aos seus furinhos nas pernas. Melhora o tônus muscular, deixa as pernas mais firmes, combate a flacidez, deixa os glúteos e abdome livre das gorduras localizadas,  diminui de forma significativa o porcentual de gordura no corpo, melhora a postura.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

07:42:00

Como é a aula de Aeroboxe?

http://www.patricinhaesperta.com.br/wp-content/uploads/2015/01/iStock_000008497907_Small-680x452.jpg

Uma boa aula de aeroboxe começa com um aquecimento dos membros inferiores, que é feito a partir de uma corrida moderada.

Na segunda parte começam os socos. Diante do espelho, você trabalha como se tivesse na frente de um lutador imaginário, aplicando golpes no ar. São quatro tipos de soco:

Jabs - soco curto com a mão que está a frente. Os destros mantém a mão esquerda a frente e os canhotos fazem o contrario.

Cruzados - simula o desenho de uma meia lua em direção na parte lateral do rosto a ser supostamente atingido.

Diretos - segue linha reta em direção ao rosto com a mão de três (direita, no caso dos destros).

Upers - como se fosse um gancho vindo de baixo para cima, para acertar o queixo do "adversário".

A terceira parte da aula consiste em golpes em duplas ou no Bob (boneco simulador). É a parte mais forte da aula. No caso dos exercícios em duplas, uma pessoa fica com as luvas e a outra segura a manopla para absorver os socos. Em intervalos de seis minutos, as posições são invertidas.

Quarta e última parte: são feitos exercícios de abdominal e depois alongamento, principalmente dos membros inferiores e da região lombar.

Vantagens

Entre os benefícios do aeroboxe está a melhora do condicionamento físico e, junto a isso, elevação da frequência cardíaca.

Outra vantagem é a queima de gorduras. Numa aula de uma hora, são queimadas cerca de 600 calorias.

As partes do corpo mais trabalhadas são abdomen, pernas, peitorais e ombros.

Em relação aos aspectos emocionais, o aeroboxe é bastante procurado para combater o estresse. De fato, passar uma hora do seu dia socando um Bob (boneco usado nas aulas) é uma boa maneira de eliminar as tensões do cotidiano.
 
Boa prática!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

12:01:00

5 cursos online para quem trabalha com Fitness


A falta de tempo faz com que muitas pessoas deixem de fazer bons cursos. Se contabilizado a hora em trânsito, preso em engarrafamentos e as aulas, muitas vezes fica impossível fazer aquele curso com o assunto interessante visto em outrora.

Por isso, separei 5 cursos online para quem trabalha na área do Fitness se atualizar. Vasta clicar na imagem e ir para a página especifica. Lá tem o conteúdo e todas as informações:

Curso Musculação do Iniciante ao Avançado

Curso Online de Musculação do Iniciante ao Avançado

O curso Musculação do Iniciante ao Avançado  oferece ao profissional de Educação Física o conhecimento sobre História, conceitos de força, hipertrofia, controle motor, métodos de treino, periodização e muito mais.

Curso Treinamento Abdominal

Curso Online de Treinamento Abdominal

 
O curso Treinamento Abdominal, por meio da Educação a Distância, oferece ao profissional de Educação Física conhecimentos sobre anatomia e cinesiologia, fisiologia do exercício, prescrição de treino para a região abdominal e muito mais.

Curso Alongamento Terapêutico

Curso Online de Alongamento Terapêutico


Os profissionais em fisioterapia poderão atualizar o conhecimento, a respeito dos princípios gerais que envolvem os conhecimentos teóricos dessa técnica, procurando trabalhar melhor com o ser humano de uma forma integral, aprimorando os conceitos do alongamento, visando à melhoria da saúde e qualidade de vida.

Curso Fisiologia do Exercício

Curso Online de Fisiologia do Exercício


O curso Fisiologia do Exercício, por meio da Educação a Distância, oferece ao profissional de Educação Física conhecimentos sobre fontes energéticas, metabolismo aeróbio e anaeróbio, sistema cardiovascular, sistema respiratório e muito mais.

Curso Pilates

Curso Online de Pilates

 
O curso de Pilates ajuda o terapeuta a atuar no condicionamento físico e nas desordens posturais por intermédio de diferentes exercícios.

Boa sorte!

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

14:40:00

Saiba mais sobre o Fly Ioga

ioga2 (Foto: Reprodução/Instagram)

Pense em uma aula de meditação com acrobacia aérea... o resultado é a nova modalidade Fly Ioga, que está bombando e conquistando it-girls, celebs e amantes de exercícios que misturam movimento e postura. Ainda não se sabe ao certo quando foi que a prática surgiu no mundo. Muitas correntes defendem que apareceu primeiro na Índia, outras juram que foi na Tailândia, e há quem diga que começou na Califórnia. Porém, o método ganha cada vez mais força no Brasil por ser uma aula dinâmica, gostosa de praticar e que ainda trabalha respiração, força, flexibilidade e concentração.

Como qualquer prática de ioga, os praticantes são recomendados a ir bem à vontade, desligar os celulares e relaxar. Os alongamentos já começam com o tecido, que muitas vezes funciona como um suporte para quem quer esticar o corpo ou parte dele.
 
No Fly, todos os movimentos são suspensos no tecido que fica preso ao teto e te dá a liberdade de ficar de ponta-cabeça até cansar. E é justamente o apoio nos tecidos que alivia o peso na coluna e deixa tudo mais leve e divertido. O resultado de tudo isso? Corpo supertonificado e menos 350 calorias por aula. Ah, mas quem tem problemas na coluna ou labirintite devem passar longe do método, tá?

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

09:29:00

Treinamento funcional trabalha o corpo todo


http://cgn.uol.com.br/blogs/necessaire/wp-content/uploads/2010/10/personal+trainer+de+treinamento+funcional+pratica+sp+__B440B_1.jpg
O Treinamento Funcional envolve a integração do corpo todo para gerar um gesto motor específico em diferentes planos de movimentos. É uma forma de treinamento mais focada nos movimentos fundamentais do cotidiano ou no movimento específico de algum esporte com o objetivo de produzir movimentos mais eficientes.


A maioria dos exercícios do treinamento funcional trabalha movimentos compostos, integrando pernas e braços, uma vez que são esses que ajudam a trabalhar também a região do core. Um exemplo é o exercício de agachamento feito com uso de halteres. De quebra, você sai com braços, pernas e abdômen trabalhados.

O grande diferencial do Treinamento Funcional é o trabalho do corpo de uma forma global, com treinos variados em uma aula dinâmica, estimulando vários grupos musculares ao mesmo tempo, com o uso de aparelhos alternativos e materiais e acessórios diferenciados. 

Trabalhar o corpo completamente, sem se limitar apenas ao fortalecimento ou ao exercício aeróbico, por exemplo, traz dinâmica ao treinamento funcional.  Não fique apenas no treino, divirta-se e tenha mais prazer em suas práticas esportivas, assim não haverá desânimo ou desculpas para não se exercitar.
facebook

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do blog