Curso online de Musculação do Iniciante ao Avançado

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Treino funcional para fortalecer a musculatura






Ter músculos mais fortes é o que busca grande parte das pessoas que decidem praticar uma atividade física. É através do fortalecimento muscular que se garante um corpo mais definido, melhora o condicionamento físico e dá mais resistência a ossos e articulações, evitando lesões.  E o treino funcional é uma forma de obter todos esses resultados. Esse tipo de treino é formado por séries que usam movimentos que realizamos no dia a dia, como agachar, empurrar, puxar e girar, porém eles são potencializados com o uso de alguns acessórios, como bolas, pranchas e bastões.

O treino funcional exercita toda a cadeia muscular e é mais atrativo do que outros exercícios devido a sua dinâmica. Ele possibilita realizar um treino diferente a cada dia, fazendo com que o aluno fortaleça a musculatura sem perceber.

 Outra característica dessa modalidade é que as séries são adaptadas conforme a necessidade e limite de cada aluno, levando a uma evolução gradativa. Além da musculatura o aluno de treino funcional desenvolve a coordenação motora, ele tem mais flexibilidade, agilidade, melhor equilíbrio e disposição cardiorrespiratória.


A postura da prancha lateral tonifica o abdômen e coluna vertebral, fortalecendo o core e garantindo uma melhor postura.

Como praticar a postura:

1. Deite-se de bruços com as pernas estendidas e os pés unidos. Apóie o corpo nas mãos e pés, como se fosse fazer flexão de braços.

2. Gire o corpo para a direita, deixando o peso sobre o braço esquerdo. Alinhe punho, braço e ombro. Posicione a perna direita sobre a perna esquerda.

3. Estenda o braço direito para cima, perpendicular ao solo e vire a palma da mão para a frente.

4. Permaneça por três a cinco respirações. Retorne à posição inicial e repita para o outro lado.

Alguns cuidados devem ser tomados nesta atividade. Se o exercício estiver muito difícil, além de não gerar melhora do controle motor, pode oferecer risco de queda ou prejuízo muscular e articular.

Além disso, como qualquer outro tipo de treinamento, a evolução deve ser progressiva, respeitando sempre os limites individuais.


Comente:


Nenhum comentário:

facebook