Curso online de Musculação do Iniciante ao Avançado

terça-feira, 13 de junho de 2017

Pilates na Resistência Muscular Localizada







Resistência muscular, ou endurance muscular, é a capacidade de um grupo muscular executar contrações repetidas durante tempo suficiente para causar fadiga muscular ou manter um percentual específico da contração voluntária máxima por um período prolongado.

Pode-se determinar fatores que influenciam diretamente no desempenho da resistência muscular localizada (R.M.L.) que são:

Força muscular: é a valência física básica para a vida. Sem ela não podemos realizar movimentos e conseqüentemente, não temos condições de desenvolver a R.M.L.

Numero de Capilares em funcionamento: quanto maior for o numero de capilares e quanto mais eles forem desenvolvidos, maior será a quantidade de sangue que ira irrigar os músculos, e conseqüentemente maior será a quantidade de oxigênio que chegara neles.

Reserva Energética do Músculo: O ATP é o substrato que fornece energia para que o músculo se contraia. Uma maior quantidade de ATP depositada no músculo melhora o desempenho inicial da realização do movimento.

Rápida Recuperação energética: a velocidade da resíntese do ADP em ATP melhora o desempenho do individuo pelo retardamento da instalação da fadiga.

Capacidade psicológica de aguentar esforços. Existem alguns testes clássicos de R.M.L. como: apoio de frente sobre o solo, abdominal e agachamento a 90º. Autores como Ribeiro, Fernandes Filho e Novaes (2002), realizaram estudos referentes a testes abdominais, motivados pela falta de pesquisas nesta área, onde constataram que o teste de flexão total de tronco não é o mais indicado para a obtenção da medida de força ou resistência abdominal, pois o músculo reto femoral atua significativamente para a flexão do tronco, mascarando a real força da musculatura abdominal, o que induz a realização de mais estudos e a validação de protocolos.

O método Pilates, é um treinamento físico que interage o corpo e a mente, restaura o corpo eliminando as dores musculares, amplia a capacidade de executar os movimentos, aumentando o controle, a força, o equilíbrio muscular e a consciência corporal. Trabalha o corpo como um todo, corrige a postura e realinha a musculatura, desenvolvendo a estabilidade corporal necessária para uma vida mais saudável e longeva.

A técnica de Pilates pode ser de solo ou aparelhos. Ambos favorecem o trabalho dos músculos estabilizadores. Os exercícios envolvem uma larga possibilidade de movimentos, realizados de forma dinâmica e controlada, associada à respiração e uma postura correta.

O sistema básico inclui um programa de exercícios que fortalecem a musculatura abdominal e paravertebral, bem como os de flexibilidade da coluna, além de exercícios para o corpo como um todo. Já no sistema intermediário-adiantado são introduzidos, gradualmente, exercícios de extensão do tronco, além de outros exercícios para o corpo todo, procurando melhorar a relação de equilíbrio agonista-antagonista, uma vez que o método Pilates preconiza a melhoria das relações musculares.

Assim sendo, os exercícios do Pilates trarão um aumento da resistência muscular localizada, facilitando assim a execução de movimentos por um tempo maior.


Comente:


Nenhum comentário:

facebook

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do blog