Movimentos fundamentais do Treinamento Funcional








Olá, eu sou a Dani e esse texto fala sobre Movimentos fundamentais do Treinamento Funcional. Antes de começar a lê-lo, siga o blog nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter. Você também pode entrar nos grupos de Whatsapp ou no grupo do Telegram . Agora, vamos à leitura!




O treinamento funcional é um ótimo exercício para quem está sem tempo. O trabalho pode gerar um bom ganho de condicionamento físico até mesmo se for feito por somente 20 minutos em três dias diferentes da semana.

O treinamento funcional recruta os estabilizadores do corpo para facilitar o movimento. A maioria dos exercícios ajuda a restaurar a função da parede abdominal e a melhorar o tempo de reação. Pessoas já adeptas desse tipo de exercício vão ganhando mais resistência e, à medida que vão evoluindo, podem avançar na complexidade usando plataformas de equilíbrio e bola suíça.

Principais benefícios do treinamento funcional

  • Aumenta a força muscular;
  • Melhora o equilíbrio estático e dinâmico;
  • Desenvolve condicionamento, resistência e agilidade;
  • Desenvolve a percepção dos movimentos;
  • Acelera o metabolismo e queima gordura;
  • Correção da má postura e desequilíbrios musculares;
  • Aumento da estabilidade da região core (saúde da coluna vertebral);
  • Alivia o estresse;
  • Melhora as estruturas afetadas por lesão no processo de reabilitação.
Padrões de movimento do Treinamento Funcional

O Treinamento Funcional usa alguns padrões de movimento em seus exercícios. Cada um deles representa um conjunto de movimentos feito para determinada função (vocês já devem ter notado como essa palavra é recorrente ao falar de TF).

Esses movimentos são fundamentais e servem de base para outras ações mais avançadas. Conheça um pouquinho deles a seguir:

  • Empurrar: é o movimento de um exercício tradicional, a flexão;
  • Puxar: usamos esse tipo de movimento no exercício da remada;
  • Lunge: também conhecido como afundo;
  • Quadril dominante: acontece quando seu aluno faz uma ponte;
  • Girar: movimentos que trabalham a rotação no seu eixo;
  • Agachar: agachamento ou Footwortk;
  • Movimento combinado: exercícios que combinam dois ou mais padrões de movimentos. Por ex: puxar e agachar ou empurrar e girar.
O treinamento funcional se baseia nos movimentos naturais do ser humano, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar. O praticante ganha força, equilíbrio, flexibilidade, condicionamento, resistência e agilidade. Ele tira a pessoa dos movimentos mecânicos e eixos definidos ou isolados, como acontece na musculação. Por isso, virou uma alternativa para quem estava cansado dos exercícios mais tradicionais na academia. 

Quer ter uma variedade de movimentos Kettlebell, Clubbell e Macebell  para otimizar suas aulas de Treinamento Funcional? Conheça o Curso Kettlebell, Macebell e Clubbell - Treinamento Funcional em Alto Nível  100% prático onde você aprenderá a aplicação do Kettlebell, Clubbell e Macebell, exercícios que você não encontra nas academias brasileiras, mas que são uma febre nos centros de treinamento dos EUA. Clique aqui e saiba mais!


Movimentos fundamentais do Treinamento Funcional Movimentos fundamentais do Treinamento Funcional Reviewed by Dani Souto EF on 11:22:00 Rating: 5

Nenhum comentário

Curta e Siga em Rede Sociais